Notícias | Dia a dia | Roland Garros
'Expulso' da entrevista, Thiem alfineta Serena
02/06/2019 às 14h15

Paris (França) - Um dos assuntos mais comentados deste domingo em Roland Garros foi a atitude de sábado da norte-americana Serena Williams, que forçou a interrupção da entrevista coletiva do austríaco Dominic Thiem para que ela pudesse ocupar a sala e conversar com a imprensa após sua eliminação do torneio, surpreendida pela jovem compatriota Sofia Kenin.

Atual vice-campeão do Grand Slam francês, Thiem respondera apenas três perguntas quando a ex-número 1 do mundo chegou mais cedo do que o esperado para sua entrevista coletiva. Ela se mostrou indisponível a esperar e forçou a saída do austríaco, que foi transferido para uma sala secundária, mas acabou indo embora logo em seguida sem falar mais nada.

“Já não sou um juvenil. Tenho que levantar porque ela está chegando?”, indagou o austríaco de 25 anos. “Isso é uma piada. Não vou ficar aqui (na outra sala), também posso fazer o que eu quiser”, complementou Thiem.

Mais tarde, o austríaco comentou o ocorrido e alfinetou Serena. “Não fiquei frustrado ou bravo. Talvez por alguns minutos, mas foi só isso. Não importa quem está sentando lá, mesmo que seja um juvenil, todo jogador tem que esperar. Isso mostra um pouco de sua personalidade e tenho certeza de que (Roger) Federer ou (Rafael) Nadal nunca teriam feito algo assim”, disparou Thiem em entrevista ao canal Eurosport.

A repercussão rendeu até comentários do suíço. "Algum erro aconteceu lá, deveriam ter mantido Serena no vestiário. Acho que quem avança no torneio deveria ter prioridade e entendo a frustração de Dominic. Não vejo um mal-estar entre os dois, foi uma infelicidade que virou piada nos vestiários".

Comentários
Faberg
Roland Garros Series