Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Djoko arrasa e marca 10ª quartas seguidas em Paris
03/06/2019 às 09h34

Paris (França) - Mais uma vez o sérvio Novak Djokovic passeou em quadra, conquistando mais uma tranquila vitória em sua campanha em Roland Garros. O adversário desta segunda-feira foi o alemão Jan-Lennard Struff, que impôs pouca resistência ao número 1 do mundo com suas subidas à rede e acabou eliminado com tranquilos 6/1, 6/2 e 6/2, em 1h33 de jogo.

Djokovic garantiu assim a vaga nas quartas de final pela 10ª vez seguida no torneio, algo que nem o espanhol Rafael Nadal conseguiu. O sérvio foi o primeiro a atingir tal marca, deixando para trás o suíço Roger Federer com sua sequência de nove. Por causa das lesões, o canhoto de Mallorca sequer aparece no top 5.

O próximo obstáculo no caminho de ‘Nole’ será o vencedor da partida entre o italiano Fabio Fognini e o alemão Alexander Zverev. Caso enfrente o atual campeão do Masters 1000 de Monte Carlo, ele defenderá uma freguesia de 8 a 0 nos duelos anteriores, ao passo que o retrospecto contra o germânico é bem diferente: estão empatados em 2 a 2.

Será a 13ª vez na carreira que o atual líder do ranking disputará a antepenúltima rodada em Roland Garros, igualando o recorde que Nadal conquistou ao derrubar o argentino Juan Ignacio Londero no último domingo. Ao todo são 44 as participações do sérvio nesta fase em Grand Slam, ficando atrás apenas das 54 de Federer.

Veja como Djokovic despachou Struff

Struff fez um ótimo início de partida, no seu melhor estilo. Sacou bem, foi com precisão à rede e forçou seu poderoso forehand. Chegou até a equilibrar os games em que Djokovic sacava. Mas durou pouco. Quebrado no oitavo game com muitos erros, seu jogo desabou.

Em minutos, a diferença já estava em 4/0 no segundo set. Sólido, com mínimos erros cometidos, Djokovic aproveitou a chance de simplificar a tarefa diante de ameaça de chuva. Ele, que havia errado quatro bolas no set inicial, reduziu para duas na série seguinte.

A terceira parcial começou como a anterior, novamente com Djokovic vencendo os quatro primeiros games da disputa. Sem muitas forças para reagir, o alemão ainda teve seu primeiro break-point da partida quando o número 1 sacava para fechar, não o aproveitou e se despediu do torneio. 

O domínio sérvio ficou evidente nos números da partida, em que ele levou a melhor nas bolas vencedoras (31 a 20) e cometeu menos erros não forçados (12 a 19). Nole não teve dificuldade nos games de serviço, vencendo 79% dos pontos, e ainda conseguiu faturar 43% com as devoluções.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series