Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Frases: saiba o que comentam em Paris
04/06/2019 às 21h28
Publicidade
Publicidade

“Há 47 anos, neste dia, conquistei meu primeiro e único título de simples de Roland Garros e completei meu Grand Slam. Ganhar este título em 1972 foi um grande objetivo e eu devo a vitória a Chrissie Evert, que treinou comigo na Flórida. Obrigada, Chris!”
Billie Jean King hoje no Twitter.

“Obrigada. Eu me lembro de você se matando nos treinos na Flórida!!!! Você me devolveu o favor treinando comigo antes do meu título de 1976 em Wimbledon!!!!”
Chris Evert

“Estou sem palavras e não são muitos jogos que me deixam assim. A forma como Konta jogou, não dando chances a Sloane, achando que ela poderia voltar ... Jo Konta, tiro meu chapéu para você. Nunca a vi jogar este tipo de tênis. A coisa que mais me impressionou foi sua firmeza mental. Havia sempre esse estigma em torno de Konta: deixe-a em uma situação complicada e é difícil vê-la concluir os jogos. Mas ela teria vencido qualquer uma do jeito que jogou esta partida.”
Chris Evert comentando para o canal Eurosport.

“Contra qualquer jogador, sempre há uma chance. Do contrário, ninguém estaria num estádio para assistir porque já saberiam o resultado de antemão. Cada partida precisa ser disputada antes de ser decidida. E é exatamente isso que todos acreditam sobre o jogo contra Rafa.”
Federer de volta à semifinal de Roland Garros

"É por isso que estou muito feliz de enfrentar Rafa, porque se você quer fazer ou conseguir algo no saibro, inevitavelmente, em alguma ocasião, vai enfrentar Rafa porque ele é forte e vai estar lá.Sabia que isto iria acontecer. E acho que isso me ajudou a jogar tão bem até aqui no torneio.”
Federer não se importa com o fato de que não derrotou Nadal no saibro desde 2009.

"É verdade! Fora da quadra, acho que sou bem pé no chão, nunca fico bravo. Mas na quadra, posso perder a calma compIetamente. Estamos falando de tênis, falando sobre o aspecto psicológico. É o mais difícil dos esportes, as coisas são definidas nos pequenos detalhes. Estou trabalhando nisso, mas de vez em quando as coisas transbordam."
Thiem sobre o comentário de seu  técnico Günter Bresnik de que ele é um “vulcão adormecido”, na abertura de entrevista exclusiva na revista Roland Garros

"É muito simples: só joguei no saibro dos 10 aos 18 anos. É meu piso preferido, eu o domino, sei como me movimentar nele, sei como pressionar o adversário… É natural para mim."
Thiem sobre sua relação com o saibro.

"Eu lembro o primeiro jogo de Roland Garros que vi na TV. Foi a final de 2001 vencida por Guga, quando ele desenhou um coração na quadra.”
Thiem sobre a primeira partida do torneio que vi na televisão.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series