Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Fonseca vence na dupla, ao lado de novo número 1
10/07/2023 às 15h22

Além de ter avançado em simples, Fonseca está jogando duplas com o boliviano Juan Carlos Prado Angelo

Foto: Daniel Kopatsch/ITF

Londres (Inglaterra) - Um dia depois de estrear com vitória no torneio juvenil de Wimbledon, João Fonseca também avançou na chave de duplas. Fonseca e o boliviano Juan Carlos Prado Angelo, novo número 1 no ranking da categoria, são os cabeças 2 do torneio e venceram os britânicos Henry Jefferson e Charlie Robertson por 6/4 e 6/2.

Os próximos adversários serão o norueguês Nicolai Kjaer e o sueco Sebastian Eriksson. Na semana passada, em Roehampton, Fonseca e Angelo venceram um jogo contra eles nas quartas de final. O brasileiro foi campeão em simples e semifinalista de duplas no ITF J300 preparatório para Wimbledon.

Invicto há sete jogos na grama, Fonseca aparece agora no oitavo lugar do ranking mundial juvenil. O carioca de 16 anos reencontra o britânico Charlie Robertson, 72º colocado, na segunda rodada de simples. Quem vencer pode enfrentar o japonês Rei Sakamoto ou o holandês Thijs Boogaard.

Angelo, por sua vez, terá dedicação exclusiva para as duplas até o final de Wimbledon. Vice-campeão no juvenil de Roland Garros, o boliviano de 18 anos assumiu a liderança do ranking nesta segunda-feira, ultrapassando o belga Alexander Blockx, mas caiu na estreia de simples no Grand Slam londrino, superado pelo britânico Henry Searle por 7/6 (8-6) e 6/3.

Em entrevista ao site da ITF, Angelo comemorou sua chegada ao número 1 e espera o bom resultado com Fonseca: "Joguei aqui no ano passado com o João, acho que nossos estilos combinam muito bem e que jogamos bem juntos. Estamos jogando muito bem e acho que podemos vencer qualquer dupla se jogarmos da melhor maneira possível. Podemos fazer grandes coisas".

"É um objetivo de todo jogador juvenil chegar ao número 1. Nosso primeiro objetivo era chegar ao top 10, mas agora aconteceu estou muito satisfeito por ter chegado ao topo e ser o primeiro jogador da Bolívia a atingir essa marca. Foi um ano muito bom para mim. Não joguei muitos torneios juvenis, mas me saí bem nos que atuei. Estou muito feliz e muito orgulhoso com essa conquista".

Comentários