Notícias | Dia a dia | Roland Garros
McEnroe defende Serena; Thiem diz que já é passado
05/06/2019 às 14h28

Paris (França) - Depois de muitas críticas à norte-americana Serena Williams, acusada de forçar a expulsão do austríaco Dominic Thiem da sala de entrevistas no sábado para que ela pudesse ocupá-la, o ex-número 1 do mundo John McEnroe saiu em defesa da compatriota e colocou toda a culpa no ocorrido na organização de Roland Garros.

“Este incidente ridículo ganhou proporções exageradas. Serena pediu uma sala menor para sua entrevista coletiva, mas de alguma forma a organização insistiu que ela fosse para a sala principal, onde Thiem estava naquele momento”, declarou McEnroe

“Quando Serena ficou sabendo que iria desalojar o austríaco para ela entrar disse: 'Isso seria muito grosseiro'. Isso é algo que muda toda a história. Serena não é uma diva que não pode esperar dois minutos, é uma vítima de uma péssima organização. E o mesmo acontece com Thiem”, acrescentou o norte-americano.

Do outro lado da história, Thiem contou que não falou com Serena depois do acontecido, mas que não pens mais nisso. “Não sei se o erro foi dela ou da organização, mas não pediram desculpas até agora. Foi uma situação estranha, mas eu já tratei de esquecer”, comentou o atual vice-campeão do Grand Slam francês.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series