Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Nadal passa por Federer e faz histórica 12ª final
07/06/2019 às 10h31

Paris (França) - Não foi desta vez que o suíço Roger Federer conseguiu vencer o espanhol Rafael Nadal em Roland Garros. Assim como aconteceu nos outros cinco embates, o canhoto de Mallorca prevaleceu e deu poucas chances ao rival, fechando o jogo em sets diretos, com placar final de 6/3, 6/4 e 6/2. Maior campeão do torneio, o atual número 2 do mundo disputará sua 12ª final em Paris e tentará buscar mais um recorde em Grand Slam.

Até o momento, Nadal empata com Margaret Court como únicos tenistas da história a ter 11 troféus num mesmo Grand Slam. A australiana obteve sua incrível série no Slam caseiro. Se for campeão no domingo, contra o vencedor da partida entre o austríaco Dominic Thiem, seu rival na decisão do ano passado, e o sérvio Novak Djokovic, ele será o primeiro a vencer 12 vezes em um dos quatro principais torneios do circuito.

Valendo não só uma vaga na final, mas também a vice-liderança do ranking, o confronto entre o espanhol e o suíço foi 13º entre eles nos Slamcom Rafa chegando à 10ª vitória. Esta é a terceira partida que mais se repetiu neste nível de torneio, atrás apenas dos 15 embates entre Federer e Novak Djokovic, mesmo número de encontros entre o sérvio e o canhoto de Mallorca. 

Nadal se tornou o primeiro da história a superar Federer 10 vezes nos Slam, chegando assim em sua 26ª final. De quebra, ele encerrou uma sequência de cinco vitórias do rival nos confrontos entre eles. O suíço é ainda o recordista em decisões neste nível, somando 30 até então. Logo atrás dos dois está Djokovic, que pode alcançar a 25ª da carreira se vencer a segunda semifinal do dia. 

Como Nadal emplacou sua sexta vitória sobre Federer em Paris

Sem chuva, mas sob vento de até 40 km/h, o primeiro set começou ainda mais tenso e os sacadores sofreram o tempo todo. Nadal salvou break-point logo de início, depois abriu 3/0, mas Federer recuperou a quebra e poderia ter empatado no sexto game. Aí veio o momento crucial do set. Em 10 minutos, o suíço não teve uma única chance de chegar ao empate e cedeu de novo o serviço na sexta tentativa. Daí em diante Nadal cresceu muito, mostrando um backhand sólido e ousado.

Federer foi bem agressivo nas devoluções para sair com 2/0 na outra série, mas não sustentou a vital vantagem sempre encontrando um Nadal muito atento no contragolpe. O oitavo game foi apertado, com suíço novamente apostando em devolver de forma agressiva e procurar a rede, mas levou uma passada perfeita de cada lado. Em seguida, abriu 40-0 e, na falta do primeiro saque, ficou à mercê da qualidade superior do espanhol nas trocas. sofreu a quebra fatal. Nadal fechou a série com 4 erros diante de 8 e mais winners (12 a 10).

Federer foi bem agressivo nas devoluções para sair com 2/0 na outra série, mas não sustentou a vital vantagem sempre encontrando um Nadal muito atento no contragolpe. O oitavo game foi apertado, com suíço novamente apostando em devolver de forma agressiva e procurar a rede, mas levou uma passada perfeita de cada lado. Em seguida, abriu 40-0 e, na falta do primeiro saque, ficou à mercê da qualidade superior do espanhol nas trocas e sofreu a quebra fatal.

Nadal completou a vitória tão especial com quantidade expressiva de winners (33) como vem fazendo ao longo de todo o torneio, mas também com monstruosos 80% de acerto do primeiro saque e 19 erros diante de tanto vento, quase metade dos 34 do adversário.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series