Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Thiem para série de Djoko e tenta revanche na final
08/06/2019 às 11h03

Paris (França) - Acabou neste sábado o reinado do sérvio Novak Djokovic nos Grand Slam. Depois de conquistar os últimos três e anotar 26 vitórias seguidas, ele viu sua sequência ruir na semifinal de Roland Garros, que começou na sexta-feira e só acabou neste sábado, por causa da chuva. O responsável pelo fim da série foi o austríaco Dominic Thiem, que conseguiu domar o rival e o forte vento para triunfar com parciais de 6/2, 3/6, 7/5, 5/7 e 7/5.

De volta à final do torneio, Thiem se torna o primeiro austríaco com mais de uma aparição em finais de Grand Slam, superando Thomas Muster, que levantou o título de Roland Garros em 1995. Vice-campeão no ano passado, ele terá a oportunidade de revanche, uma vez que voltará a encarar o espanhol Rafael Nadal em uma final no saibro parisiense. Será o 13º duelo entre os dois e a vantagem é toda do canhoto de Mallorca (8 a 4).

Com a vitória sobre Djokovic, o austríaco não garante apenas a vaga na decisão, mas também a quarta colocação no ranking, uma vez que seria ultrapassado pelo jovem grego Stefanos Tsitsipas se fosse derrotado na semi. Esta foi a terceira vez que ele derrotou um número 1 do mundo em 11 confrontos e apenas a primeira em um Slam, tendo perdido os quatro embates anteriores contra líderes do ranking.

Veja como veio a vitória de Thiem

Iniciada na sexta, a segunda semifinal masculina foi marcada pelo forte vento e pela chuva em seu primeiro dia de disputa. Assim como aconteceu no duelo entre Nadal e o suíço Roger Federer, as condições não estavam fáceis dentro de quadra. Thiem se mostrou mais hábil para contornar os problemas, contou com um Djokovic muito irritadiço e foi melhor durante a primeira etapa, vencendo por 6/2, 3/6 e 3/1 até a segunda e definitiva interrupção, que veio depois de 1h28 de jogo.

Apesar de o sábado continuar com vento irritante, Djokovic voltou à Chatrier com postura completamente diferente da véspera. Focado em manter a bola em quadra, se mostrou paciente e exigiu que Thiem tomasse mais riscos o tempo inteiro. Com isso, reagiu a partir do 1/4 e empatou no oitavo game, tendo ainda duas chances de fazer 5/4. Thiem se salvou e acabou levando o set num game de 10 minutos em que Djokovic se irritou com o árbitro, escolheu mal as subidas à rede e cedeu o terceiro set na quarta tentativa do austríaco.

O quarto set foi uma gangorra. Jogadores trocaram quebras por três games seguidos e Djokovic chegou a ter 4/2, vendo Thiem indeciso pela primeira vez. O sérvio, no entanto, jogou sem convicção e cedeu a virada. Sacou pressionado com 5/4 e 0-15 e aí Thiem jogou uma bola boba para fora. Pior ainda, foi todo apressado no serviço seguinte e sofreu quebra com dupla falta. Com apenas seis erros diante de 17 do adversário, o líder do ranking fechou o set.

O começo do set decisivo foi instável para os dois. Thiem desperdiçou break-point no segundo game e se salvou no seguinte. O sérvio outra vez se mostrou inseguro no serviço e desta vez não escapou da quebra. O austríaco abriu 4/1 e teve chance de quebra antes de a chuva cair forte e forçar parada de uma hora. 

Aí só vieram emoções e muita tensão. Djokovic voltou muito bem, reagiu e tinha tudo para empatar. Mas cedeu o serviço e precisou salvar dois match-points para esticar o jogo antes de empatar por 5/5. Thiem confirmou o saque com rapidez e aí de novo Djokovic saiu com vantagem no seu serviço, com dois games-points, mas falhou e viu por fim Thiem disparar um forehand notável na paralela para concluir uma vitória maiúscula.

Comentários