Notícias | Dia a dia
Djokovic revela ter tentado ajudar Kyrgios há 5 anos
19/06/2019 às 14h58

Djokovic diz ter aberto espaço para conversa 5 anos atrás

Foto: Arquivo

Belgrado (Sérvia) - Às vésperas de sua estreia no ATP 500 do Queen’s, o australiano Nick Kyrgios voltou a reforçar suas críticas ao sérvio Novak Djokovic, garantindo que não mudará de ideia sobre as declarações dadas semanas atrás, em que acusou o atual número 1 do mundo de ter uma obsessão doentia por querer ser amado.

O sérvio foi político ao responder as críticas do australiano. Em entrevista ao Sport Klub, ‘Nole’ lembrou inclusive que já se colocou à disposição de Kyrgios para conversas que o pudessem ajudar na carreira. Tive a oportunidade de conhecê-lo um pouco antes de começar a receber críticas. Lembro que até lhe ofereci uma certa ajuda no US Open de cinco anos atrás”, contou o líder do ranking

“Disse que poderia conversar comigo se precisasse de algo e que eu também já tive problemas similares no começo de minha carreira. Não entendo o comportamento que ele vem tendo ultimamente, não sei se é para chamar a atenção ou por outro motivo. Eu o respeito e não penso mal dele, mas claro que se equivoca em várias ocasiões”, acrescentou Djokovic.

Semifinalista em Roland Garros, o sérvio acredita que possa defender o seu título no All England Club. “Sempre chego a um Grand Slam com o objetivo de conquistar o título, não é segredo e não será diferente agora. No momento, eu lidero o ranking mundial e defendo o título de Wimbledon e por isso acho que seja normal esperar que chegue até a final, mas no tênis você nunca pode dar nada por vencido”, comentou o atual campeão de Wimbledon.

“Neste momento, meu objetivo é me preparar o melhor possível para a grama e sei que isso é muito importante. É a superfície em que menos jogamos e é muito específica, exigindo um jogo completamente diferente. Você leva tempo para se adaptar e por isso preferi não disputar torneios preparatórios”, complementou o sérvio.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis