Notícias | Dia a dia
Novamente exigido, Federer joga 15ª semi em Halle
21/06/2019 às 15h10

Suíço segue sem perder para Bautista Agut no circuito e busca a final número 155 da carreira

Foto: Arquivo

Halle (Alemanha) - Assim como já havia acontecido na última quinta-feira, Roger Federer precisou mais uma vez de três sets para avançar no ATP 500 de Halle. Nove vezes campeão do torneio alemão em quadras de grama e vindo de uma vitória sofrida contra Jo-Wilfried Tsonga, o suíço lutou por 1h55 para superar o espanhol Roberto Bautista Agut, número 20 do mundo, por 6/3, 4/6 e 6/4.

Federer mantém a escrita de nunca ter perdido para Bautista Agut, agora com nove vitórias sobre o espanhol de 30 anos. Nesses encontros, o suíço perdeu apenas dois sets. Além disso, o suíço alcança a 15ª semifinal em 17 participações no torneio de Halle. Ele agora acumula 66 vitórias e apenas sete derrotas no evento, onde ainda possui três vice-campeonatos, um deles no ano passado.

É certo que Federer permanecerá na terceira posição do ranking mundial após o torneio em Halle, mas o suíço tem uma motivação extra por uma boa campanha. Ele ainda tem chances de ser o segundo cabeça de chave em Wimbledon, já que o Grand Slam britânico considera os resultados recentes na grama como diferencial para determinar seus principais favoritos. Se for finalista em Halle, o suíço será o cabeça 2 em Londres e só cruzaria o caminho de Novak Djokovic em uma possível final.

Vencedor de 101 títulos no circuito da ATP, Federer busca a final de número 155 da carreira. O adversário do suíço na semifinal marcada para às 10h30 (de Brasília) deste sábado será o francês Pierre-Hugues Herbert, que venceu o primeiro set contra o croata Borna Coric por 7/5 antes de o atual campeão do torneio abandonar a disputa por lesão no músculo posterior da coxa.

Suíço conseguiu uma quebra precoce e sacou bem no 1º set
Federer teve um bom começo de jogo e utilizou duas bolas que incomodam demais o espanhol, o slice mais baixo no backhand e o ataque reto no lado direito. Com isso, conseguiu uma quebra precoce logo no game de abertura. Bautista Agut passou a buscar mais a rede em seus games de serviço e passou a correr menos riscos, mas Federer vinha muito firme e só perdeu dois pontos no saque durante o set inicial. Com boas devoluções, o suíço voltou a quebrar no nono game e definiu a parcial. Ele anotou 12 winners e cometeu apenas cinco erros, números muito bons para quem é bastante agressivo.

Bem solto em quadra, Federer fez de tudo para colocar pressão logo no primeiro game de serviço do espanhol deste segundo set, mas Bautista Agut saiu ileso. Pouco depois, o espanhol fez um de seus melhores games na partida e teve ótima leitura das jogadas para conter o estilo agressivo de Federer e conseguir uma importante quebra para liderar por 2/1. Enquanto Federer parecia perder um pouco da intensidade após a quebra de serviço, Bautista jogava cada vez melhor e sequer enfrentou break points no segundo set.

Logo na abertura do terceiro set, Federer teve um game muito complicado, mas escapou de dois break points com ousadia e um tanto de sorte, já que duas de suas bolas foram em cima da linha. No game seguinte, foi a vez do espanhol evitar a quebra. O espanhol ainda salvou mais um break point no difícil oitavo game para empatar o placar por 4/4. Mas a um game da derrota, o número 20 do mundo acumulou erros e permitiu uma fácil e decisiva quebra a favor de Federer. O suíço fez 34 a 26 em winners e terminou o jogo com 24 erros, três a menos que o rival.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis