Notícias | Dia a dia
Nadal alfineta escolha dos favoritos em Wimbledon
25/06/2019 às 10h47

Manacor (Espanha) - Rebaixado para o posto de cabeça de chave 3 em Wimbledon, uma vez que o torneio usa o ‘ranking da grama’ para definir seus 32 pré-classificados, o espanhol Rafael Nadal cutucou a organização do torneio. Embora saiba da tradição da competição de não seguir o ranking, o vice-líder da ATP se mostrou contrário à decisão do Grand Slam.

“Wimbledon é o único torneio do ano que faz o que quer, é o critério deles. Seja cabeça de chave 2 ou 3 sei que terei que mostrar meu melhor nível para alcançar o que aspiro”, falou o canhoto de Mallorca em entrevista ao informativo 'Vamos' do canal Movistar+.

Por almejar mais uma conquista no All England Club, o espanhol não vê tanta diferença entre ser o segundo ou o terceiro mais bem cotado, uma vez que eventualmente pode cruzar com o sérvio Novak Djokovic e com o suíço Roger Federer nas duas últimas rodadas.

“Claro que é melhor ser 2 do que 3, mas se eles consideram que precisa ser assim, tenho que aceitar e lutar para ganhar as partidas e competir bem contra os rivais que surgirem pelo caminho”, analisou o espanhol, que se incomoda por Wimbledon ser o único evento a adotar um sistema diferente de cabeças de chave.

“A única coisa que não gosto é Wimbledon ser o único que faça algo assim. Não acho correto que um jogador que tenha conseguido bons resultados o ano inteiro em outras superfícies seja desprestigiado em detrimento de outros”, finalizou Nadal.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis