Notícias | Dia a dia
Colombianos superam Melo e Murray na estreia
25/06/2019 às 15h39

Mineiro atuou ao lado de Andy Murray na grama de Eastbourne

Foto: Divulgação

Eastbourne (Inglaterra) - Apenas dois dias depois de conquistar o título de duplas no ATP 500 disputado na grama do tradicional Queen's Club, em Londres, Andy Murray já estreou nas duplas do ATP 250 de Eastbourne. Com pouco tempo de adaptação junto ao brasileiro Marcelo Melo, a parceria caiu ainda na primeira fase. Os algozes foram os colombianos Robert Farah e Juan Sebastian Cabal, com parciais de 6/2 e 6/4.

Melo e Murray tiveram menos de uma hora de treinos juntos na última segunda-feira. O britânico foi campeão em Queen's ao lado do canhoto espanhol Feliciano López. Durante a campanha vitoriosa na grama londrina, eles chegaram a derrotar Farah e Cabal na rodada de estreia.

Os próximos compromissos do mineiro e do britânico serão em Wimbledon. Melo retoma o trabalho com o polonês Lukasz Kubot, que tem sido seu parceiro fixo há dois anos e meio. Eles já foram campeões de Wimbledon em 2017. Já Andy Murray, que ainda tenta recuperar seu melhor nível depois de operar o quadril, fará dupla com o francês Pierre-Hugues Herbert.

Algozes de Melo e Murray, Farah e Cabal jogam juntos desde 2013. Os colombianos já acumulam 14 títulos de ATP, incluindo dois Masters 1000, e são atualmente a melhor dupla da temporada de 2019. Eles enfrentam nas quartas de final os britânicos Daniel Evans e Lloyd Glasspool.

Murray não conseguiu repetir o excelente nível mostrado em Queen's, especialmente nas rodadas finais, mas novamente se destacou por suas devoluções. O britânico, entretanto, vinha muito instável no saque e permitiu três quebras aos rivais em seu serviço. Ainda que Melo tenha sido mais efetivo junto à rede, o atleta da casa também buscou alguns pontos importantes para a parceria, mas sem o mesmo aproveitamento do último torneio.

A partida começou com Murray enfrentando dificuldades para colocar o primeiro serviço em quadra, o que deixou sua dupla vulnerável aos ataques dos colombianos. Farah e Cabal conseguiram duas quebras contra o britânico e rapidamente abriram 4/1. Mesmo com quatro chances de devolver uma das quebras, o mineiro e o britânico não aproveitaram a oportunidade de mudar o panorama do primeiro set. A parcial seguinte foi mais equilibrada, mas novamente foi Murray quem teve o serviço quebrado. E desta vez, os colombianos sequer enfrentaram break points e só perderam cinco pontos no saque.

Melo aprova a experiência com Murray 
"Foi uma experiência fenomenal ter jogado ao lado do Andy, especialmente aqui na Inglaterra. Então, fiquei muito feliz. Acho que consegui aproveitar o momento, de ter tido essa chance. Ele é um cara excepcional, merece estar de volta, desejo boa sorte em Wimbledon", disse Marcelo Melo após a partida.

"Enfrentamos a dupla número 1 do mundo. Eles vêm jogando muito bem. Sabíamos que seria um jogo duro. Pudemos bater bola por apenas meia hora antes de jogar o torneio. Mas, acho que foi uma coisa positiva. É mais um jogo competitivo para chegar bem em Wimbledon. Amanhã (quarta) estou indo para Londres, para iniciar a preparação de volta com o Kubot", acrescentou o duplista mineiro de 35 anos.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Ganhar ou perder foi um detalhe. A oportunidade que o tênis me deu de desfrutar estes momentos únicos de jogar com o Andy em uma quadra central lotada na grama, é indescritível. Ele é um cara excepcional, merece estar de volta, desejo boa sorte em Wimbledon. . . I’m so thankful for moments like this I had today, doesn’t matter win or loose. Today I enjoyed a lot to play with Andy, such nice guy and big player, I’m happy to had this opportunity and I wish him good luck in Wimbledon. Thanks Andy !!! . . @centauroesporte @itambe @meubmg @taroiigroup @orfeucafes #cbt #somostodosgirafa

Uma publicação compartilhada por Marcelo Melo (@marcelomelo83) em

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis