Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Serena culpa direção por expulsão de Thiem em RG
30/06/2019 às 12h55

Londres (Inglaterra) - Uma das polêmicas de Roland Garros, a expulsão do austríaco Dominic Thiem da sala de entrevistas para que a norte-americana Serena Williams entrasse em seu lugar voltou a ser assunto em Wimbledon, onde a ex-número 1 do mundo explicou o ocorrido e colocou toda a culpa na organização do Grand Slam francês.

“Pedi à organização que me colocassem em uma sala menor, mas eles não fizeram isso. Disse que poderia voltar mais tarde, mas não deixaram e acabou acontecendo aquilo. No dia seguinte me senti mal por tudo que ocorreu e falei para eles que foi errado. Já conversei com Dominic, expliquei tudo e estamos bem. Já estou velha demais para essas polêmicas”, explicou a norte-americana.

A caçula das irmãs Williams estreará em Wimbledon contra a italiana Giulia Monticone, vinda do qualificatório, e espera poder conseguir um bom desempenho na competição. “Tenho lidado com lesões durante todo o ano e não pude jogar muitas partidas. Fiquei em Paris depois de Roland Garros, consultei vários médicos e obtive bons resultados. Agora me sinto melhor”, disse Serena.

“Não tive a preparação que gostaria, treinei firme na última semana e farei de tudo para jogar meu melhor tênis” complementou a cabeça de chave número 11 no All England Club, onde já conquistou sete títulos, o último deles em 2016. Finalista no ano passado, ela segue em busca do 24º Grand Slam, marca que apenas a australiana Margaret Court conseguiu alcançar até então.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series