Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Bia surpreende e elimina Muguruza em Wimbledon
02/07/2019 às 12h22

Bia marcou a quarta vitória em Grand Slam de sua carreira profissional

Foto: Divulgação

Londres (Inglaterra) - Confiante depois de três vitórias na grama na última semana, Beatriz Haddad Maia conseguiu uma das maiores vitórias de sua carreira profissional. Logo na rodada de estreia da chave principal de Wimbledon, Bia surpreendeu a ex-número 1 do mundo e campeã do torneio em 2017 Garbiñe Muguruza, marcando um duplo 6/4 sobre a espanhola.

Esta é apenas a quarta vitória que Bia conquista em uma chave principal de Grand Slam. A primeira aconteceu também na grama de Wimbledon, há dois anos, já as outras duas vieram no piso duro do Australian Open, em 2018 e 2019. A jogadora de 23 anos tenta alcançar uma terceira rodada de Grand Slam pela primeira vez na carreira.

Número 1 do Brasil e 121ª colocada no ranking mundial da WTA, Bia conseguiu sua quarta vitória seguida, já que passou pelo quali para se garantir na chave em Wimbledon. Com isso, ela já garante 100 pontos no ranking e deverá voltar ao top 100. Caso vença mais uma, receberá outros 130 pontos. A melhor marca de sua carreira foi o 58º lugar.

Superada por Bia nesta terça-feira, Muguruza tem duas finais de Wimbledon no currículo. Além do título conquistado há dois anos, a espanhola também ficou com o vice em 2015, quando perdeu a decisão para Serena Williams. Ela também já foi campeã de Roland Garros em 2016. Ex-líder do ranking mundial, a espanhola de 25 anos aparece atualmente apenas na 27ª posição.

Confira como Bia construiu sua vitória
O começo de partida foi complicado para Bia, que teve o serviço quebrado logo no game de abertura. Além disso, Muguruza confirmou facilmente o saque para já abrir 2/0. A desvantagem momentânea no placar não foi suficiente para que a brasileira perdesse confiança e o empate já aconteceria no quarto game. Aos poucos, Bia se mostrava cada vez mais firme do fundo de quadra e capaz de sustentar os ralis contra sua adversária. Além disso, a canhota paulista sacava muito bem nos momentos de pressão no fim do primeiro set, escapando de dois break points. Vencendo por 5/4, ela se aproveitou de um momento em que Muguruza errou mais que o normal e conseguiu mais uma quebra para fechar o set.

Na segunda parcial, Bia foi ainda mais firme em seu saque e só perdeu cinco pontos quando colocu o primeiro serviço em quadra. Desta vez, a brasileira não sofreu quebras, embora tenha enfrentado dois break points no difícil sétimo game. Pouco depois, vencendo por 4/3, Bia conseguiu um 0-40 no saque de Muguruza, mas a espanhola conseguiu manter o serviço. Quando parecia que a oportunidade teria passado e que a ex-número 1 ganharia confiança, Bia novamente manteve o saque e pressionou a rival, contando com uma dupla-falta da espanhola para chegar à vitória. Cada uma das jogadoras fez 20 winners e Muguruza cometeu um erro a mais, 27 a 26. Nos break points, Bia aproveitou dois em sete possíveis e só teve o serviço quebrado uma vez em todo o jogo.

Bia já superou uma top 10 este ano
Em termos de ranking, Bia tem vitórias contra jogadoras melhor posicionadas, mas fora de grandes torneios. Este ano, a brasileira derrotou a então número 4 do mundo Sloane Stephens no piso duro de Acapulco. Já em 2017, passou pela australiana Samantha Stosur, que ocupava o 19º lugar, no saibro de Praga.

A próxima adversária de Bia será a convidada britânica Harriet Dart, apenas 182ª colocada no ranking mundial, que derrotou a lucky-loser norte-americana Christina McHale, 108ª, por 4/6, 6/4 e 6/4. Em caso de mais uma vitória, a brasileira pode cruzar o caminho da número 1 do mundo Ashleigh Barty já na terceira rodada.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series