Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Federer: 'Quadra é lenta e isso atrapalhou no início'
02/07/2019 às 16h36

Federer precisou de quatro sets para superar a rodada de estreia em Wimbledon

Foto: Divulgação

Londres (Inglaterra) - Depois de vencer sua partida de estreia em Wimbledon, Roger Federer avaliou a partida que fez nesta terça-feira contra o sul-africano Lloyd Harris. O suíço chegou a perder o primeiro set e acredita que demorou para entrar efetivamente no jogo, mas conseguiu controlar a partida nas

"Lloyd estava batendo muito forte na bola e tudo aconteceu muito rápido. Ele me manteve nervoso por um set e meio", disse Federer após vencer Harris por 3/6, 6/1, 6/2 e 6/2. "Então eu entrei no jogo, mas foi preciso um grande esforço. Mentalmente eu sabia que meu adversário ainda teria um longo caminho até vencer o jogo. É aí que a experiência entra em ação".

"Senti que a quadra estava lenta. Eu não pude impactar tanto os golpes. Ele estava fazendo um bom trabalho nas devoluções e lendo bem o meu saque, enquanto eu não estava encontrando boas posições na quadra. Mas eu apenas lutei. Como minhas pernas não estavam se movendo, é difícil chegar nas bolas curtas e fica mais vulnerável defensivamente. Nessas horas, o que você tem que fazer é lutar", acrescenta o suíço, que segue em busca de seu nono título na grama londrina.

"Eu realmente tive tempo de descobrir que era tudo uma questão de controlar os nervos. Fiquei desapontado por não jogar melhor desde o começo, mas dou crédito a ele por ter jogado tão bem", disse o veterano de 37 anos."Mas acho que com a minha experiência, fiquei calmo. Sabia que tinha outras cartas na manga", avaliou o número 3 do mundo, que agora enfrenta o britânico Jay Clarke.

Federer também comentou sobre as surpresas na primeira rodada de Wimbledon. Isso porque Domic Thiem, Alexander Zverev e Stefanos Tsitsipas já foram eliminados do Grand Slam britânico. "Sempre que um top 10 perde na primeira semana, com 32 cabeças de chave, é um pouco surpreendente. Mas acho que isso pode acontecer, porque as margens são mínimas".

"Acho que essa primeira semana em Wimbledon sempre testa suas diferentes habilidades e seus nervos um pouco também. E, vamos ser honestos, talvez não seja o piso favorito do Sascha e do Dominic. Talvez seja um pouco normal que eles sofram um pouco mais nos jogos. Dominic tinha uma estreia difícil [contra o norte-americano Sam Querrey]. Então, isso pode acontecer".

Comentários