Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Francesa algoz de Sharapova alfineta atitude da russa
03/07/2019 às 09h44

Londres (Inglaterra) - Responsável pela eliminação da russa Maria Sharapova logo na primeira rodada de Wimbledon, a francesa Pauline Parmentier não gostou muito da atitude da adversária, que esperou até o último momento da partida para desistir, largando o jogo quando perdia o quinto set por 5/0 e estava prestes a levar um ‘pneu’.

“Eu gostaria que ela tivesse terminado, ainda queria comemorar. Vi que ela diminuiu o ritmo no terceiro e pensei que ia desistir no 3/0 ou 4/0. Quando você chega em 5/0 dá para jogar até o fim. Não me importo com o que as pessoas dizem, eu ganhei meu jogo”, afirmou a francesa em entrevista para o L’Equipe.

Atual 88ª do ranking, Parmentier vencia com o placar de 4/6, 7/6 (7-4) e 5/0 quando a russa saiu de quadra com dores no braço esquerdo. Sharapova esteve muito perto da vitória, já que chegou a liderar o segundo set por 5/2, mas não aproveitou a chance de sacar para o jogo e permitiu a reação da rival. Antes do início do terceiro set, a russa pediu atendimento para o braço esquerdo.

Na próxima rodada a francesa de 33 anos enfrentará a espanhola Carla Suárez, em um confronto que não estava muito nos seus planos. “Eu nem sabia com quem ia jogar na próxima rodada. Não vou ficar na defensiva na partida, quero aproveitar esta oportunidade para fazer algo. Vou manter meus slices e subidas à rede”, comentou Parmentier, que acredita viver um bom momento.

“Durante os últimos quinze dias senti que estava um pouco melhor na grama. Hoje eu venci uma grande batalha, em que ela (Sharapova) diminuiu o ritmo a partir do segundo set”, finalizou a francesa, que caiu na estreia no ITF de Ilkely e depois entrou na chave do Premier de Eastbourne como lucky-loser, vencendo uma e parando na segunda rodada.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series