Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Djokovic diz entender a pressão sobre os novatos
03/07/2019 às 19h45

Sérvio lembra que passou por situação parecida quando buscava o segundo título de Grand Slam

Foto: Divulgação

Londres (Inglaterra) - Em meio às várias surpresas na primeira semana de Wimbledon e eliminações como as de Alexander Zverev, Stefanos Tsitsipas e Dominic Thiem ainda na primeira rodada, Novak Djokovic diz entender a pressão sofrida por jogadores mais jovens e que ainda buscam o primeiro título de Grand Slam. O sérvio lembra que conquistou seu primeiro Slam aos 20 anos, mas depois passou três temporadas até voltar a vencer um outro grande torneio.

"Depois que eu ganhei meu primeiro Grand Slam em 2008, eu passei os anos seguintes sendo número 3 ou 4 do mundo, o que era ótimo, mas não conseguia dar o próximo passo e ganhar mais títulos. Eu sei como eles se sentem", disse Djokovic, que venceu seus dois primeiros títulos de Grand Slam na Austrália, em 2008 e 2011.

"E também entendo que as pessoas querem ver um novo vencedor de Grand Slam. Eles não querem ver nós três [ele próprio, Roger Federer e Rafael Nadal] dominando os títulos", explicou o sérvio de 32 anos, que acumula 15 títulos de Slam, contra 20 de Federer e 18 de Nadal.

O sérvio falou ainda sobre a pressão que esses jogadores do top 10 encaram durante os grandes torneios. "É justo dizer que as derrotas são surpreendentes e inesperadoas, por causa do ranking deles e de seus resultados este ano. É verdade que o Zverev não está tão bem neste ano como Dominic e Tsitsipas, mas eles estão entre os melhores jogadores do mundo e carregam esse peso, o que significa mais pressão, mais expectativas e mais atenção".

A respeito da tranquila vitória por 6/3, 6/2 e 6/2 sobre o norte-americano Denis Kudla nesta terça-feira, Djokovic acredita ter feito uma boa atuação, mas que ainda tem condições de melhorar bastante. "Houve alguns momentos em que eu poderia ter feito melhor, mas no geral tive um desempenho sólido".

"Eu saquei muito bem e também devolvi bem o saque. Estou muito feliz em superar mais esse desafio. As ambições são altas e tenho tido sorte na minha carreira por me sair bem no Slams, especialmente aqui em Wimbledon", avalia o tetracampeão do Grand Slam londrino..

Djokovic agora se prepara para enfrentar o polonês de 22 anos e 48º do ranking Hubert Hurkacz. O sérvio já derrotou o jovem rival recentemente, em Roland Garros. "Eu tenho que pensar nas táticas certas para cada partida. Hurkacz é um dos melhores jogadores da nova geração e um cara muito legal. Nós já treinamos juntos e ele não tem nada a perder".

Comentários
Faberg
Roland Garros Series