Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Djoko é criticado na Sérvia por união com Ivanisevic
05/07/2019 às 07h52

Belgrado (Sérvia) - A parceria entre o sérvio Novak Djokovic e o croata Goran Ivanisevic durante a disputa de Wimbledon, neste ano, não foi muito bem recebia por parte da mídia na Sérvia. Segundo informa a Associated Press, houve uma série de críticas e declarações fortes contrárias ao trabalho conjunto dos dois, remetendo aos tempos de guerra entre as duas nações na década de 1990 que acabou com a independência croata.

“Goran é da Croácia e eu da Sérvia, ambos somos de um lugar que um dia foi um só país chamado Iugoslávia. Quando era pequeno e comecei a assistir tênis eu via suas partidas contra Sampras e todos na região torciam por ele”, disse Djokovic, cuja mãe nasceu na Croácia, enfrentou críticas públicas semelhantes quando apoiou a Croácia na última Copa do Mundo, depois que a Sérvia encerrou sua participação.

O Informer, tabloide de Belgrado pró-governo, citou o ex-jogador da NBA Darko Milicic dizendo que a decisão de Djokovic de contratar Ivanisevic é "um insulto para seus fãs". Milicic ainda falou que sempre que Djokovic "exibe explosões de amor por croatas" ele deve pensar em seus fãs sérvios "que passaram por perseguição, expulsões e a perda de seus entes queridos durante a guerra".

Além disso, houve tabloides que lembraram uma entrevista de Ivanisevic publicada no New York Times durante a guerra, na qual ele foi afirma que gostaria de "ter alguns sérvios de pé na minha frente" enquanto ele estava praticando tiro com uma metralhadora.

Por sua vez, o presidente sérvio Aleksandar Vucic, um ex-ultranacionalista, adotou uma linha mais suave: "É bom para o nosso país que Novak Djokovic tenha boas relações com Ivanisevic para que os confrontos do passado sejam superados".

Comentários
Faberg
Roland Garros Series