Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Para Serena, Gauff está pronta, mas é uma exceção
06/07/2019 às 16h05

Serena lembra que o nível de Gauff é muito acima de outras jogadoras da mesma idade

Foto: Divulgação

Londres (Inglaterra) - Mais uma vez, Serena Williams falou sobre a grande fase da promessa norte-americana Cori Gauff. Afinal, a jovem jogadora de 15 anos foi a sensação da primeira semana de Wimbledon com três vitórias seguidas, uma delas sobre a pentacampeã Venus Williams, e já está nas oitavas de final do primeiro Grand Slam que disputa. Serena, grande ídolo de Gauff, não tem dúvidas de que a novata tem condições de lutar por títulos mesmo com tão pouca idade, mas destaca que o caso de Gauff é exceção e não regra.

"Já sou uma grande fã dela, na verdade. Estou tão animada por ela. Amo a família dela. Eu simplesmente não conseguia me sentir mais orgulhosa. Eu estaria errada em querer dar-lhe conselhos agora, porque acho que ela está indo muito bem", disse Serena, após a vitória por 6/3 e 6/4 sobre a alemã Julia Goerges pela terceira rodada de Wimbledon.

"Acho que há pessoas de 15 anos, como eu, que não sabiam o que fazer em Wimbledon. Assim como tem uma garota de 15 anos como a Coco que sabe bem o que fazer. Acho que ela está claramente em um nível diferente, então está é totalmente capaz e pronta. Mas nem todos jovens de 15 anos são iguais", avalia a norte-americana, que agora encara a espanhola Carla Suárez Navarro.

Diferente do que se viu na difícil vitória em três sets contra a eslovena de 18 anos Kaja Juvan, Serena foi menos vibrante neste sábado, mas acredita que também conseguiu ter um bom desempenho mesmo estando mais calma. "Acho que eu jogo muito bem quando estou calma, mas também quando estou super intensa. Mas preciso encontrar o equilíbrio entre essas duas partes. Às vezes, quando estou muito calma, não tenho energia. Cada partida para mim conta muito, porque eu não joguei tantas vezes este ano. Mas eu só preciso seguir em frente e continuar fazendo o que eu já faço nos treinos", avaliou a ex-número 1 do mundo.

A respeito da parceria com Andy Murray nas duplas mistas, Serena falou que aceitou o convite do britânico com uma condição. "Eu sempre jogo no lado do forehand. Se você quiser jogar comigo, eu fico com o forehand. É a única regra que tenho", disse, sorrindo. "Andy e eu amamos a competição. Sei que nós dois queremos jogar bem. Nós não estamos aqui apenas pelo show. Nós dois somos campeões em Wimbledon e queremos continuar a fazer isso".

Comentários
Faberg
Roland Garros Series