Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Federer acredita que subiu o nível na hora certa
06/07/2019 às 19h59

Para o suíço, vencer seis games seguidos contra Pouille mudou o jogo

Foto: Divulgação

Londres (Inglaterra) - Depois de vencer seu terceiro jogo em Wimbledon e garantir vaga nas oitavas de final do Grand Slam londrino, Roger Federer acredita que subiu seu nível de tênis na hora certa contra Lucas Pouille. O suíço destaca o fato de ter quebrado o serviço do adversário na reta final do primeiro set e largar muito bem no segundo, com duas novas quebras e liderança por 4/0, ficando em situação confortável no placar.

"Achei que fiz um bom jogo com Lucas hoje. Estou feliz por poder aumentar meu nível de jogo. Venci vários games seguidos no meio do segundo set, também depois ter fechado o primeiro set. Eu gosto de ter momentos como esse em uma partida", disse Federer após a vitória por 7/5, 6/2 e 7/6 (7-4) sobre Pouille neste sábado.

Federer agora se prepara para enfrentar o italiano Matteo Berrettini, número 20 do mundo, que salvou três match points na vitória em cinco sets contra o argentino Diego Schwartzman por 6/7 (5-7), 7/6 (7-2), 4/6, 7/6 (7-5) e 6-3. O suíço destacou a boa temporada de grama do rival, que há três semanas venceu o ATP 250 de Stuttgart.

"Eu não o conheço muito bem. Então, isso torna o jogo um pouco mais complicado. Eu o vi jogar um pouco em Halle. E, é claro, sei que ele foi campeão em Stuttgart. Estou esperando um jogo duro. Espero que ele não tenha mais energia depois de hoje", brincou. "Tenho certeza de que ele vai se recuperar. Ele é jovem. Tenho certeza de que veremos uma partida difícil na segunda-feira".

O veterano de 37 anos e dono de 20 títulos de Grand Slam falou sobre o que tem feito para se manter motivado depois de tanto tempo no circuito e tantas conquistas. "Acho que permanecer no topo requer mais fome, porque no começo, você vai sempre crescendo: 'Olha! Agora eu sou o número 50, agora sou o 25, agora o 13'. É fácil ficar motivado", disse o suíço. "Mas estar no topo também é motivador e você fica em condição de ganhar os torneios. É um jogo totalmente diferente. Mas acho que ficar no topo requer muita dedicação, sacrifício e tudo isso".

Ao vencer a partida deste sábado, Federer se tornou o primeiro jogador a acumular 350 vitórias em Grand Slam. "Os recordes são importantes para mim, mas não são tudo. Estou ciente de que nem todos nos últimos cem anos jogaram todos os Grand Slam. Apenas nos últimos 20 anos que isso está acontecendo. Viajar ficou mais fácil. E tenho certeza de que isso vai continuar acontecendo a partir de agora, já que a maioria dos jogadores continuará jogando".

Comentários
Faberg
Roland Garros Series