Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Vinda de 15 vitórias, Barty terá bom teste nas 8as
07/07/2019 às 11h08

Barty ainda não perdeu sets na campanha até as oitavas de final

Foto: Divulgação

Londres (Inglaterra) - Já com 15 vitórias seguidas no circuito e ocupando a liderança do ranking mundial, Ashleigh Barty terá um bom teste nas oitavas de final de Wimbledon. A campeã de Roland Garros será desafiada pela norte-americana Alison Riske, 55ª do ranking, que venceu 13 dos 14 jogos que fez na grama este ano, com títulos no WTA de 's-Hertogenbosch e no ITF de US$ 100 mil em Surbiton.

"Sempre que Alison está contra a parede, ela joga seu melhor tênis. Isso não é segredo. Você pode perguntar a qualquer jogadora que e enfrente a Alison. Ela está pronta para a luta e faz você trabalhar para ganhar cada ponto", disse Barty, que perdeu o único duelo anterior para Riske, na grama de Eastbourne em 2016.

"Acho que vai ser muito importante para tentar variar bastante o jogo e aproveitar as minhas oportunidades quando eu conseguir. Também sei que ela adora jogar na quadra de grama. Ela vai me fazer jogar um milhão de bolas. Eu tenho que estar no meu melhor", acrescenta a número 1 do mundo, que chega às oitavas em Wimbledon pela primeira vez.

Barty ainda não perdeu sets em Wimbledon e vem de uma vitória por duplo 6/1 em apenas 53 minutos contra a britânica Harriet Dart. "Sempre é bom ter partidas rápidas. Mas acho também que muitas das minhas partidas não foram tão fáceis quanto o resultado sugere. Acho que houve alguns momentos realmente complicados"

A australiana de 23 anos considerou um game na reta final do primeiro set como determinante para a sequência da partida. "Foi muito importante para mim confirmar o saque depois de 0-40 no 4/1. Depois disso, que ganhei sete ou oito pontos seguidos e joguei meu melhor tênis. Eu estava no controle desses pontos. Foi um game realmente importante, eu acho".

"Acho que fiquei melhor conforme a partida avançava, o que foi muito gratificante. A melhor coisa é que não eu não baixei a intensidade durante o jogo todo. Mantive o pé no chão e consegui manter o controle da maioria dos games. Particularmente no início de cada game, vencendo os dois primeiros pontos", complementou a líder do ranking.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series