Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Federer faz quartas com 99ª vitória em Wimbledon
08/07/2019 às 15h10

Suíço pode alcançar sua centésima vitória em Wimbledon na próxima quarta-feira

Foto: Divulgação

Londres (Inglaterra) - Roger Federer está cada vez mais perto de chegar à expressiva marca de cem vitórias em Wimbledon. Oito vezes campeão do torneio e vice em outras três oportunidades, o suíço comemorou sua 99ª vitória na grama do All England Club e chegou às quartas de final da competição ao vencer o italiano Matteo Berrettini com as tranquilas parciais de 6/1, 6/2 e 6/2 em apenas 1h13 de partida.

Federer chega às quartas de final de Wimbledon pela 17ª vez na carreira. O veterano de 37 anos e vencedor de 20 títulos de Grand Slam alcança as quartas em um torneio deste porte pela 55ª vez na carreira. Os recordes nessas duas estatísticas pertencem ao suíço.

Aos 37 anos e 340 dias, Federer é o jogador mais velho a chegar às quartas de final de um Grand Slam desde a histórica campanha de Jimmy Connors no US Open de 1991, quando o norte-americano foi semifinalista aos 39 anos.

Em busca de um lugar em sua 45ª semifinal de Grand Slam na carreira, Federer enfrentará o japonês Kei Nishikori, que venceu o cazaque Mikhail Kukushkin por 6/3, 3/6, 6/3 e 6/4. O número 3 do mundo tem sete vitórias e três derrotas contra Nishikori, atual sétimo colocado aos 29 anos.

Superado por Federer nesta segunda-feira, Berrettini teve bons resultados durante a temporada de grama. Ele foi campeão no ATP 250 de Stuttgart e semifinalista no ATP 500 de Halle. O jovem italiano de 23 anos já aparece no 20º lugar do ranking mundial, marca que e é a maior de sua carreira e também celebra sua melhor campanha em Grand Slam.

Suíço dominou a partida desde o início
Federer parece ter entrado em quadra decidido a não dar ritmo ao italiano no fundo de quadra e tentou pelo menos duas subidas repentinas à rede. Ainda que Berrettini tenha confirmado o saque no game de abertura, a estratégia do suíço já mexia com a cabeça do adversário. Dois games mais tarde, Federer conseguiria sua primeira quebra na partida, contando com uma dupla-falta e dois erros de forehand do italiano. Utilizando frequentemente o slice nas devoluções, o suíço não deixou o rival em situação confortável. Totalmente descalibrado e com apenas 38% de primeiros serviços em quadra, o italiano acumulou erros e voltaria a ter o serviço quebrado no fim do primeiro set. A parcial foi definida em apenas 17 minutos e o suíço só perdeu um ponto no saque.

O segundo set também foi amplamente dominado por Federer, que seguia sem ter o serviço ameaçado e cedeu apenas cinco pontos em seus games de saque. Com 82% de primeiros serviços em quadra, o suíço colocava muita pressão sobre o adversário que não conseguia responder à altura. Vindo de um jogo de cinco sets contra Diego Schwartzman no último sábado, Berrettini parecia sentir o desgaste e estava muito incomodado com os slices do suíço.

Com menos de uma hora de jogo, Federer já tinha dois sets a zero. A situação não foi muito diferente no terceiro set, com o ex-número 1 do mundo conseguindo duas novas quebras e rapidamente abrindo 4/0. Berrettini até evitou o 'pneu' e chegou a ter um break point, mas seguiu sem conseguir quebrar o saque do suíço. Federer liderou nos winners por 23 a 14, cometeu apenas cinco erros contra 23 de seu adversário, conquistou seis quebras de serviço e venceu 18 pontos em 25 subidas à rede. Em seu saque, o suíço perdeu apenas 11 pontos, sendo só cinco quando colocou o primeiro serviço em quadra. 

Comentários
Faberg
Roland Garros Series