Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Para Halep, Gauff chegará rapidamente ao top 10
08/07/2019 às 22h39

Romena não tem dúvidas sobre o futuro promissor da norte-americana

Foto: Divulgação

Londres (Inglaterra) - Responsável por encerrar a ótima campanha de Cori Gauff em Wimbledon, Simona Halep não tem dúvidas de que sua jovem rival desta segunda-feira terá um futuro promissor. Para a ex-número 1 do mundo e atual sétima colocada é uma questão de tempo para que a norte-americana de apenas 15 anos possa ganhar posições no ranking e chegar ao grupo das dez melhores do mundo.

Atualmente, Gauff ocupa o 313º lugar do ranking, mas irá saltar para a 139ª posição após o torneio. A norte-americana saiu quali e foi até as oitavas de final, vencendo seis jogos seguidos. Destaque para as vitórias sobre a pentacampeã Venus Williams e a semifinalista de 2017 Magdalena Rybarikova.

"Acho que foi um grande jogo. Ela tem potencial para ser uma ótima jogadora em breve", disse Halep após a vitória por duplo 6/3. "Há 12 anos, com a idade dela, eu ainda estava no juvenil. É um feito enorme para ela chegar às oitavas de final em Wimbledon. Se continuar assim, chegará ao top 10 em breve".

A romena avaliou as principais características do jogo de sua jovem rival. "Acho que ela tem um backhand muito forte e um bom saque. Ela também se movimenta muito bem, mesmo sendo alta, o que não é fácil. Ela será uma adversária muito difícil para todo mundo. Se continuar fazendo o que fez aqui, vai ter muita confiança e poderá ganhar grandes torneios em breve"

Halep também acredita que a boa campanha de Gauff pode abrir portas para outras jogadoras da nova geração. "Acho que é uma coisa positiva, para o tênis, porque as juvenis podem ver que tudo é possível. Elas podem ficar motivadas e confiantes de que haverá uma chance para todas"

A ex-número 1 do mundo completará 28 anos em setembro e acredita que duelos de gerações como o desta segunda-feira serão cada vez mais frequentes nos próximos anos. Lembrando que em Roland Garros, ela venceu a polonesa de 18 anos Iga Swiatek e perdeu para a norte-americana de 17 anos Amanda Anisimova.

"Estou jogando cada vez mais contra jogadoras que acabaram de sair do juvenil. Disseram para mim hoje que isso mostra que estou ficando mais velha. Se eu continuar jogando por mais três anos, farei muitas partidas sem parar como essa. Então estou me acostumando com isso", comenta a romena. "Eu tento me motivar e a mostrar a mim mesma que ainda sou forte para vencer essas adversárias, mesmo que elas joguem sem medo. Elas não têm nada a perder. É um bom desafio".

O próximo compromisso de Halep em Wimbledon será contra a chinesa Shuai Zhang, jogadora de 30 anos e número 50 do ranking. A única vitória da romena sobre a rival aconteceu ainda em 2012. Recentemente, a chinesa levou a melhor no Australian Open de 2016 e no Premier de Pequim do ano passado.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series