Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Melo e Kubot caem para dupla francesa nas quartas
09/07/2019 às 16h29

Melo e Kubot foram campeões de Wimbledon em 2017

Foto: Divulgação

Londres (Inglaterra) - A participação de Marcelo Melo e Lukasz Kubot em Wimbledon chegou ao fim nesta terça-feira. Principais cabeças de chave do Grand Slam londrino e campeões do torneio em 2017, o mineiro e o polonês perderam nas quartas de final para os franceses Nicolas Mahut e Edouard Roger-Vasselin por 7/6 (7-3), 6/7 (5-7), 6/3 e 6/3.

Embora ainda não tenham conquistado títulos na temporada, Melo e Kubot formam a quarta melhor parceria de 2019. Seus melhores resultados juntos foram as finais do Masters 1000 de Indian Wells, em quadras duras, e no ATP 500 de Halle, na grama. O mineiro de 35 anos é o quarto melhor duplista na atualidade e já disputou outra final do Grand Slam britânico em 2013, ao lado do croata Ivan Dodig. Já Kubot, de 37 anos, ocupa a vice-liderança no ranking.

Algozes de Melo e Kubot, Mahut e Roger-Vasselin enfrentam na semifinal o croata Ivan Dodig e o eslovaco Filip Polasek. Mahut já foi campeão em 2016, quando atuava ao lado do também francês Pierre-Hugues Herbert. Os franceses já eliminaram do torneio os tricampeões Bob e Mike Bryan

Do outro lado da chave, o finlandês Henri Kontinen e o australiano John Peers podem enfrentar os colombianos Robert Farah e Juan Sebastian Cabal ou a parceria formada pelo holandês Jean-Julien Rojer e o romeno Horia Tecau, campeões em 2015.

Confira como foi a equilibrada partida de duplas
Mahut e Roger-Vasselin foram os primeiros a quebrar na partida e vinham muito firmes no saque durante o set inicial, sem enfrentar break points até o momento em que lideraram por 5/2. Logo na única chance de quebra para Melo e Kubot na parcial, uma ótima devolução do polonês contra Kubot igualou as ações. A equilibrada parcial foi definida apenas no tiebreak. Os franceses tiveram 100% de aproveitamento com o saque, enquanto Melo e Kubot fizeram uma dupla-falta cada um e acabaram perdendo o set.

Logo no início do segundo set, os franceses conseguiram uma quebra de vantagem, explorando o saque de Kubot, mas Roger-Vasselin teve o serviço quebrado no game seguinte. A parcial seguiu com muitas oportunidades de quebra para ambos os lados, mas sacadores conseguiram manter seus games e um novo tiebreak foi necessário. Desta vez, os campeões de 2017 prevaleceram, contando com bons saques de Melo e com um voleio errado de Roger-Vasselin em momento crucial, quando o placar estava empatado por 4-4.

Depois de duas parciais muito equilibradas, o terceiro set foi dominado por Mahut e Roger-Vasselin. Os franceses conseguiram duas quebras seguidas e rapidamente abriram 5/1. Ainda que Melo e Kubot tenham devolvido uma das quebras já no fim do set, não foi possível buscar o empate. Logo na abertura do quarto set, os franceses venceram oito pontos em nove disputados, fizeram 2/0 e não enfrentaram break points até o fim do jogo. Perdendo por 5/3, Kubot fez duas duplas-faltas seguidas e ficou em situação delicada. Com bom jogo na rede, Melo ajudou a dupla a salvar dois match points, mas o game seguia longo e uma incrível devolução de Roger-Vasselin na paralela definiu o confronto.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series