Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Serena: 'Tive que lutar muito para vencer hoje'
09/07/2019 às 20h43

Serena precisa de mais duas vitórias para conquistar o 24º título de Grand Slam

Foto: Divulgação

Londres (Inglaterra) - Semifinalista de Wimbledon pela 12ª vez na carreira, Serena Williams destacou o espírito de luta necessário para vencer o difícil jogo das quartas de final da competição. A heptacampeã precisou de 2h01 para vencer um duelo de três sets contra a compatriota Alison Riske.

"Eu precisava lutar hoje. A Alison jogou muito bem durante todo o torneio e derrotou jogadoras incríveis, que estão em ótima temporada", disse Serena após a vitória por 6/4, 4/6 e 6/3. "Ela não estava dando nada de graça para mim. Eu precisava subir meu nível e aproveitar as chances. Isso é o que eu tive que fazer".

Serena conviveu com muitos problemas físicos este ano, como uma torção do tornozelo no Australian Open e uma lesão no joelho esquerdo que comprometeu sua temporada de saibro. Mas agora ela garante estar muito melhor fisicamente.

"Esta é a primeira vez desde a Austrália que eu realmente me sinto bem", admitiu a veterana de 37 anos. "Este ano muito longo e muito difícil para mim, por causa de tantas lesões. Não sei exatamente em que nível eu estou, mas sei que agora eu me sinto bem e posso me concentrar nos treinos e na minha técnica, algo que literalmente não consegui fazer muito este ano".

Vencedora de 23 títulos de Grand Slam em simples, Serena já é a maior campeã na Era Aberta e precisa de apenas mais um troféu para se igualar à lendária australiana Margaret Court, recordista de títulos em todos os tempos. Mas ela garante que a busca por recordes não é motivo para sentir mais pressão.

"Eu sentia muita pressão e ela só aumentava conforme eu fui ficando mais velha, mas já passei dessa fase. Agora é como se eu tivesse feito tudo que precisava fazer. Tive uma ótima carreira, então não sinto tanta pressão", revela a norte-americana, que enfrenta na semi a tcheca Barbora Strycova.

Riske pede para Serena ser campeã

Superada por Serena nas quartas de final, Riske encerra uma ótima temporada de grama com 14 vitórias e apenas duas derrotas no piso. A norte-americana de 29 anos venceu o WTA de 's-Hertogenbosch e um ITF de US$ 100 mil em Surbiton, além de derrotar nomes como a número 1 do mundo Ashleigh Barty e a top 5 Kiki Bertens na grama.

"Disse à Serena na rede, depois do jogo, para ela ganhar o título. Ela sorriu e riu um pouco. Acredito que ela vai ser campeã, especialmente se ela jogar no nível que jogou hoje. Foi uma honra jogar contra ela. Eu tenho muita confiança e muito orgulho do que fiz em quadra. Acho que joguei contra a melhor Serena hoje e fiz um jogo duro".

Comentários
Faberg
Roland Garros Series