Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Bautista faz primeira semi de Slam e revê Djoko
10/07/2019 às 12h16

Londres (Inglaterra) - Pela primeira vez na carreira o espanhol Roberto Bautista alcançou as semifinais de um Grand Slam. O feito veio nesta quarta-feira em Wimbledon, derrotando o argentino Guido Pella por 3 sets a 1, com parciais de 7/5, 6/4, 3/6 e 6/3. Ele se torna apenas o sexto homem de seu país a ir tão longe no torneio e o 18º a atingir a penúltima rodada em um Grand Slam.

Se o compatriota Rafael Nadal confirmar seu favoritismo contra o norte-americano Sam Querrey, no jogo que vem logo a seguir na Quadra 1, será a primeira vez que dois espanhóis chegam juntos entre os quatro melhores no All Enlgand Club. A campanha até então de Bautista, atual 22 do mundo, na competição o garante de volta ao 13º lugar no ranking, igualando sua melhor colocação até então.

O próximo desafio de Bautista será contra o sérvio Novak Djokovic, que passou sem sustos pelo belga David Goffin nas quartas de final. Apesar de ter um currículo muito mais vitorioso e até de levar a melhor no retrospecto com o espanhol (7 a 3), ‘Nole’ não conseguiu vencê-lo nas duas vezes que se cruzaram neste ano, caindo na semifinal de Doha e nas oitavas de final de Miami.

O primeiro set teve momentos distintos, mas premiou o jogo mais consistente do espanhol. Bautista começou muito mais firme tanto no saque como na base, quebrou logo de início e chegou a 3/1 e 4/2. Aí veio um game muito longo e Pella aproveitou seu sexto break-point para obter o empate. O jogo ficou então aberto, com os dois jogadores sempre optando pelas trocas de fundo e pequenas variações. Pella no entanto continuava com dificuldade de manter o saque. Salvou-se três vezes no 9º game mas não evitou a quebra no 11º e Bautista enfim completou o placar.

Aplicado, espanhol repetiu a dose e abriu o segundo set com quebra. Evitou a reação do argentino no quarto game, salvando um break-point, e daí em diante administrou muito bem a vantagem até concluir o set. Acertou incríveis 82% do primeiro saque e cometeu apenas cinco erros diante de 12.

Apesar de estar em tanta desvantagem, Pella não jogava mal e a recompensa veio logo no começo do terceiro set, quando enfim conseguiu sair na frente, com quebra no segundo game, que lhe daria maior segurança. Passou grande sufoco para salvar break-point no sétimo game, teve chance de fechar em seguida mas acabou tendo mesmo de confirmar o saque para o 6/3. A reta final do set foi recheada de ótimos pontos e da presença mais constante do argentino na rede. Como prova de sua maior disposição ofensiva, fez mais winners (15 a 7) e erros (12 a 10).

O primeiro set perdido no torneio não abalou Bautista. Ele evitou um break-point no terceiro game com coragem e em seguida foi muito firme nas devoluções para obter a quebra e ir a 3/1. Manteve então a vantagem e comemorou muito o maior feito de sua carreira.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series