Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Nadal: 'É emocionante rever Federer após 11 anos'
10/07/2019 às 20h43

Nadal não enfrenta Federer na grama desde a histórica final de 2008 em Wimbledon

Foto: Divulgação

Londres (Inglaterra) - Pela primeira vez desde 2008, Roger Federer e Rafael Nadal irão se enfrentar em Wimbledon. O confronto acontece na próxima sexta-feira em uma das semifinais do Grand Slam londrino. Vencedor do histórico embate de onze anos atrás, Nadal se emociona ao reencontrar um de seus maiores rivais depois de tanto tempo.

"É ótimo estar de volta às semifinais e poder jogar neste nível de tênis. Estou muito feliz. Agora, jogar contra Roger é sempre uma situação única. Estou animado para voltar a esta quadra contra ele depois de 11 anos. Significa muito para mim e provavelmente para ele também", disse Nadal, que tem 24 vitórias e 15 derrotas contra Federer no circuito.

"Estou empolgado com essa partida. Sempre digo o mesmo: as oportunidades de jogarmos uma contra o outro são cada vez menores, mas ainda estamos aqui. E depois de amanhã teremos outra chance", acrescenta o espanhol, que havia perdido para o suíço nas finais de 2006 e 2007 na grama londrina.

"Vou enfrentar o melhor jogador da história nesta superfície e sei que tenho que jogar o meu melhor se quiser ter chances de chegar à final", avaliou o bicampeão do torneio, que tenta voltar à uma final de Wimbledon depois de oito anos.

Como Federer havia dito que Nadal melhorou muito na grama nos últimos anos, o espanhol comentou sobre as mudanças em seu jogo. "Estou correndo menos, então eu preciso sacar melhor. E eu provavelmente não posso mais jogar 20 semanas por ano, então eu preciso reprogramar meu calendário para ser muito competitivo a cada vez que estou em quadra".

"Claro que estou sacando melhor, claro que estou acertando melhor o backhand. Talvez meu voleio ou slice também esteja melhor, mas não sei se o meu nível hoje é melhor que o de anos atrás", acrescenta o veterano de 33 anos. "Em termos de readequação do nosso jogo, falando sobre mim e Roger, com certeza há muitas coisas que fizemos para melhorar e continuar sendo um dos melhores do mundo."

Nadal também comentou a vitória por 7/5, 6/2 e 6/2 sobre o norte-americano Sam Querrey nesta quarta-feira. "Acho que estou jogando com uma intensidade muito alta, jogando agressivamente, sacando e devolvendo muito bem. Hoje eu tive um grande desafio contra um ótimo servidor como o Sam e quebrei o saque dele seis vezes, o que é muita coisa. Estou muito, muito feliz com o jeito que estou jogando".

Comentários
Faberg
Roland Garros Series