Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Strycova chega à final de duplas e pode ser nº 1
12/07/2019 às 13h18

Strycova (fundo) pode se tornar a nova número 1 de duplas

Foto: Divulgação

Londres (Inglaterra) - Um dia depois de disputar uma das semifinais de simples em Wimbledon, Barbora Strycova voltou à quadra para a disputa nas duplas. Ela se juntou à taiwanesa Su-Wei Hsieh para vencer a semifinal contra a húngara Timea Babos e a francesa Kristina Mladenovic por 7/6 (7-5) e 6/4.

Aos 33 anos, Strycova alcança uma inédita final de Grand Slam nas duplas. De quebra, a experiente jogadora tcheca tem chances de assumir a liderança no ranking mundial da modalidade, ultrapassando tanto Babos quanto Mladenovic. Atualmente, a tcheca é a terceira colocada.

Parceira de Strycova na ótima campanha em Wimbledon, Hsieh é a 16ª colocada no ranking mundial das duplistas. A experiente taiwanesa de 33 anos já foi número 1 de duplas em 2014 e tem dois títulos de Grand Slam ao lado da chinesa Shuai Peng. O primeiro foi na grama de Wimbledon em 2013 e o segundo no saibro de Roland Garros no ano seguinte.

As adversárias de Strycova e Hsieh na decisão são a canadense Gabriela Dabrowski e a chinesa Yifan Xu, ambas estreantes em finais de Grand Slam, ainda que a canadense tenha 27 anos e a chinesa já esteja com 30 anos. Elas venceram a semifinal contra as tchecas Barbora Krejcikova e Katerina Siniakova, campeãs no ano passado, por 6/1, 3/6 e 6/3.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series