Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Colombianos enfim ganham Slam e assumem nº 1
13/07/2019 às 17h09

Cabal e Farah fizeram sua segunda final de Grand Slam. Eles jamais haviam passado das oitavas em Wimbledon

Foto: Site oficial

Londres (Inglaterra) - Foram necessárias cinco horas de enorme esforço para que enfim os colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah conquistassem o tão aguardado título de Grand Slam. A experiente parceria lutou por cinco incríveis sets contra os franceses Nicolas Mahut e Edouard Roger-Vasselin, em que aconteceram quatro tiebreaks, até completar o placar de 6/7 (5-7), 7/6 (7-5), 7/6 (8-6). 6/7 (5-7) e 6/3.

A façanha foi ainda mais especial, porque os dois também irão assumir o número 1 do mundo, tanto no ranking individual de duplas como no da temporada. Eles irão superar o norte-americano Mike Bryan, que estava na ponta desde o título de Wimbledon do ano passado ao lado de Jack Sock.

Eles igualam o feito do mineiro Marcelo Melo, que também ganhou Wimbledon e se tornou o primeiro sul-americano a liderar o ranking na história. Em língua espanhola, o último a ter pontuado a lista foi Emilio Sanchez, em 1989.

A partida foi incrivelmente equilibrada, sem qualquer quebra de serviço nos três primeiros sets. Aí houve uma troca de serviços vencidos entre os quinto e sexto games do quarto set. Os colombianos conseguiram então abrir 3/1 na série decisiva, mas permitiram a reação num game muito longo e por fim obtiveram a quebra essencial no oitavo game.

Mahut foi personagem da partida, mas pelas boladas que levou. A primeira foi ainda no 5/5 do primeiro set, quando um smash pegou perigosamente no supercílio e quase o tirou da disputa. No final do quinto set, ele levou mais uma bolada no ombro e outra na virilha quando se deslocou para tentar cobrir o centro da quadra.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series