Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Cadeirantes: Fernandez, campeão de simples
14/07/2019 às 18h33

Londres (Inglaterra) – Depois de duas derrotas em finais, o argentino Gustavo Fernandez vibrou muito ao desferir um winner de esquerda que lhe deu o título de simples de tênis em cadeira de rodas de Wimbledon, derrotando o japonês  Shingo Kunieda, seu ídolo, de virada, com parciais de 4/6, 6/3 e 6/2. “É um sonho tornado realidade”, disse Fernandez, que ganhou o terceiro título de Grand Slam na temporada. “Representa tudo. Foi muito duro ganhar, nunca sequer sonhei com isso.”

Fernandez cresceu em uma família que é apaixonada por basquete. O pai Gustavo foi ala, jogando por 17 anos como profissional na Argentina, enquanto que o irmão Juan joga profissionalmente na Itália. Neste domingo, na quadra 3, ao lado de sua pequena família, irmão Juan presenciou Gustavo conquistar o título em Wimbledon depois de perder em 2017 e 2018 para o sueco Stefan Olsson.

Fernandez, que lesionou a coluna ao cair da cadeira em seu primeiro ano de vida, disse que jogar na grama é desafiador. “Fisicamente foi duro, mas mentalmente, você não tem ideia”, garantiu. “os últimos anos, vindo aqui, foram bem duros.”

Muito emocionado, o segundo cabeça de chave Fernandez abraçou o cabeça 1 Kunieda, de 35 anos, na rede. “Ele é um competidor fenomenal, é sempre éum prazer jogar com ele”, garantiu Fernandez, que impediu o japonês de ganhar seu 23º título de simples de Grand Slam. “Também é uma honra compartilhar a quadra, jogo tênis em cadeira de rodas por causa dele”, homenageou o argentino, que começou a jogar a modalidade em 2006, depois de ver algumas partidas de Kunieda na internet.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series