Notícias | Dia a dia
Após 13 meses, Bia consegue retornar ao top 100
15/07/2019 às 09h43

Miami (EUA) - Demorou pouco mais de um ano, mas Beatriz Hadda Maia conseguiu voltar ao top 100 da WTA nesta segunda-feira. Ela ficou 13 meses fora da faixa das 100 melhores do mundo, mas com sua campanha em Wimbledon, furando o qualificatório e vencendo um jogo na chave principal, a canhota paulista ganhou 25 lugares e saltou para o atual 96º posto.

Bia não aparecia no top 100 desde a última semana de maio de 2018, caindo fora no ranking divulgado logo após Roland Garros. Ela chegou a descer até a 235ª colocação, em outubro do ano passado, mas depois disso praticamente só subiu. A paulista terminou a temporada anterior no 183º lugar e veio escalando a lista da WTA neste primeiro semestre de 2019.

Número 1 do Brasil e única entre as 200 do mundo, Bia ainda está um pouco distante de sua melhor colocação da carreira. A paulista chegou a ser 58 do mundo em setembro de 2017, fechando aquela temporada dentro do top 100 pela primeira vez na carreira.

Veja como estão as brasieiras no ranking da WTA

A canhota paulistana tem agora a companhia de Gabriela Cé no top 300, isso porque a gaúcha de 26 anos deu também uma disparada no ranking, ganhou 31 posições e agora é a 298ª do mundo. Um pouco mais embaixo, Teliana Pereira e Paula Gonçalves tiveram arrancadas ainda maiores. A pernambucana melhorou 61 lugares e saltou para a 475ª colocação, enquanto a campineira disparou 66 lugares e agora é a 364ª do mundo.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis