Notícias | Dia a dia
Stefani faz semi de duplas nos EUA, Pedretti avança
19/07/2019 às 13h53

Stefani e parceira mexicana marcaram tranquila vitória contra japonesas

Foto: Divulgação

Berkeley (EUA) - Cada vez mais próxima de entrar no top 100 no ranking mundial das duplistas na WTA, Luisa Stefani garantiu vaga na semifinal de duplas do ITF norte-americano de US$ 60 mil no piso duro de Berkeley, na Califórnia. Stefani e a mexicana Giuliana Olmos venceram na quinta-feira à noite as japonesas Junri Namigata e Minori Yonehara por duplo 6/1.

Stefani e Olmos são as principais cabeças de chave do torneio e enfrentam na noite desta sexta-feira a norte-americana Francesca Di Lorenzo e a britânica Katie Swan. Do outro lado da chave estão duas duplas da casa Kristie Ahn/Catherine Harrison contra Madison Brengle/Sachia Vickery.

Aos 21 anos, Stefani é a melhor brasileira no ranking de duplas da WTA. A paulistana aparece atualmente no 104º lugar e já garantiu 29 pontos com a boa campanha, com possibilidade de 48 se for finalista e 80 em caso de título.

Na temporada, Stefani disputou seu primeiro Grand Slam como profissional em Roland Garros e conquistou o maior título da carreira no ITF de US$ 100 mil na grama de Ilkley, em parceria brasileira com Beatriz Haddad Maia. A paulista que treina nos Estados Unidos ganhou outros três títulos em 2019.

Pedretti faz semi no México - Em duelo entre duas jogadoras brasileiras na manhã desta sexta-feira, Thaísa Pedretti levou a melhor sobre Eduarda Piai e marcou as parciais de 6/0 e 6/2 para chegar à semifinal do ITF de US$ 15 mil no piso duro de Cancún, no México.

Pedretti já disputou três finais no México este ano e conquistou um título no início de junho. Atualmente ocupando apenas o 800º lugar do ranking da WTA, a paulista de 20 anos já chegou a estar na 461ª posição em julho do ano passado. Sua próxima adversária é a israelense Lina Glushko.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis