Notícias | Dia a dia
Henman lidera a reação contra técnico em quadra
22/07/2019 às 10h51

Entrada dos técnicos em quadra para dar instruções é permitida no circuito da WTA desde 2008

Foto: Arquivo

Nova York (EUA) - O anúncio do US Open em junho passado, estudando um plano de experimentar a utilização dos técnicos em quadra, permitindo que eles possam dar instruções para os atletas, tem no britânico Tim Henman um de seus mais ferrenhos críticos. Segundo o Telegraph, o ex-tenista profissional lidera um grupo de descontentes com a possibilidade de mudança.

"Falei com mais de 30 jogadores sobre a presença dos técnicos em quadra durante as partidas e nenhum deles apoia esta ideia", disse Henman para o jornal britânico. "Uma coisa que me preocupa é terem mudado isso em nível juvenil", alertou o ex-top 5, em alusão à introdução desta regra em eventos sub-18 e sub-16 nesta temporada.

"Para mim, isso é o rabo balançando o cachorro. A ITF deveria cuidar do nosso esporte e não criar maus hábitos nos juvenis para depois tentar mudar as coisas no profissional. Cabe ao jogador resolver sozinho seus problemas dentro de quadra durante uma partida. Uma das coisas mais importantes do tênis é esse duelo um contra um", complementou o britânico.

Quem também vem criticando a medida é o irlandês Dave Miley, que desafiará o atual presidente da ITF David Haggerty na próxima eleição presidencial. "Discordo totalmente desta introdução do técnico em quadra no juvenil. Você deixa de ensinar os jovens a resolverem sozinhos seus problemas. Além disso, nem todos têm recursos para levar um técnico quando vão jogar".

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis