Notícias | Dia a dia
'Federer é muito diferente dos demais', diz Almagro
26/07/2019 às 10h23

Madri (Espanha) - Aposentado do circuito há poucos meses, largando o tênis profissional em abril deste ano, o espanhol Nicolas Almagro falou sobre a decisão de parar e também analisou o momento atual na ATP em entrevista à Tennis Magazin. Ex-top 10, o atleta de Murcia destacou o domínio do ‘Big 3’ e principalmente a figura do suíço Roger Federer.

“Meu adversário mais duro acho que foi Federer. Ele é muito diferente dos demais, tem um talento de 100% e quando está em um dia bom é praticamente impossível vencê-lo. Creio que o lado mental é o único caminho para vencer Roger e por isso Rafa conseguiu derrotá-lo tantas vezes”, contou o espanhol de 33 anos, que perdeu os cinco jogos que fez contra o suíço.

Além de elogiar Federer, Almagro também fez questão de enaltecer o compatriota Rafael Nadal e o sérvio Novak Djokovic. Ele acredita que os jogadores mais novos estão muito longe de alcançar a expressividade que os três têm juntos e que será difícil superar a ausência imediata deles no circuito.

“A ATP terá um grande problema no dia em que Federer Nadal e Djokovic pararem. Caras como (Nick) Kyrgios, (Dominic) Thiem, (Alexander) Zverev e (Stefanos) Tsitsipas são bons, mas não têm o mesmo peso. O circuito estará em boas mãos, mas não será tão bom quando antes”, observou o dono de 13 títulos de ATP, todos sobre o saibro.

Tentando voltar ao circuito após a segunda cirurgia no quadril, Andy Murray não conseguirá retomar o melhor tênis segundo Almagro. “Não acredito que ele vá voltar ao seu melhor nível. Sei que Andy não sente mais dor, mas acho que será bem difícil que consiga jogar como já fez antes”, comentou o espanhol, que também falou sobre a decisão de parar.

“Para mim foi uma decisão fácil, já não conseguia sacar 100% e queria ser eu que escolhesse quando parar e não ser forçado a isso”, disse Almagro, que colocou um ponto final em sua carreira disputando o challenger de Murcia, sua cidade natal, onde acabou eliminado na estreia.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis