Notícias | Dia a dia
Edberg: 'Roger é dos caras mais fáceis de trabalhar'
28/07/2019 às 17h27

Londres (Inglaterra) - Apesar de ter encerrado a parceria com o suíço Roger Federer há quase quatro anos, o sueco Stefan Edberg ainda comenta sobre o período que passou ao lado do tenista da Basileia, trabalhando como seu treinador, e não poupa elogios para o antigo pupilo, que considera um dos cara mais fáceis de se conviver.

“Fiquei surpreso quando ele me convidou para ajudar, pois já estava afastado do circuito por muito tempo e nunca tinha pensado em ser treinador”, começou o ex-número 1 do mundo. “Passamos algum tempo juntos em Dubai e foi tudo muito tranquilo. Ele é um dos caras mais fácies de se trabalhar no circuito”, observou Edberg.

O sueco trabalhou com Federer por dois anos e deixou sua posição de treinador no final de 2015, sendo substituído pelo croata Ivan Ljubicic. Nos dois anos em que Edberg esteve com o suíço foram 11 títulos, mas nenhum deles de Grand Slam. Também foram 11 vice-campeonatos, entre eles dois em Wimbledon (2014 e 2015) e um no US Open (2015).

Edberg também falou sobre as diferenças do seu tempo para a atualidade. “Se eu jogasse hoje não iria sacar e voelar tanto quanto na minha época, pois os devolvedores melhoraram muito. A atual geração também tem um excelente físico e está cada vez mais bem preparada neste assunto”, comentou o dono de seis títulos de Slam.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis