Notícias | Dia a dia
Tiechmann supera Bertens na final e fatura Palermo
28/07/2019 às 19h56

Palermo (Itália) - Embora ostentasse o posto de cabeça de chave número 1 no WTA de Palermo, a holandesa Kiki Bertens não conseguiu fazer o favoritismo valer na final e acabou derrotada pela suíça Jil Teichmann, oitava pré-classificada, com o placar final de 7/6 (7-3) e 6/2, depois de 1h54 de duelo.

"Kiki é uma jogadora excelente, ficou claro desde o começo que seria difícil. Estou muito feliz por minha determinação e por ter jogado bem nos pontos importantes. Acreditei que poderia vencer desde o início e se não fosse assim nem entraria em quadra", afirmou a suíça, que venceu pela primeira vez uma top 10.

Com a conquista em Palermo, a segunda da carreira e da temporada, Teichmann entrará pela primeira vez no top 60, saltando da atual 82ª posição, que já era a melhor da carreira até então, para o 54º lugar na lista da próxima segunda-feira.

“Agora quero entrar no top 50, acho que devemos sempre melhorar. Eu vou continuar trabalhando muito e estou ansiosa pelo que virá no futuro”, afirmou a tenista de 22 anos, que depois de jogar no saibro italiano voltará a competir em Cincinnati. “Depois seguirei para o Bronx e o US Open", complementou Teichmann.

Na final deste domingo, a canhota suíça esteve o tempo inteiro na frente. Ela obteve a primeira quebra do jogo, que abriu uma sequência de seis breaks. Depois de desperdiçar três set-points no serviço da holandesa, no décimo game, Teichmann levou a melhor no tiebreak e marcou 1 a 0 no placar.

O segundo set foi ainda mais tranquilo para Teichmann, que após perder o primeiro game venceu os cinco seguintes e deu um enorme passo para a vitória. Ela então confirmou o saque que faltava para fechar o jogo e comemorou seu segundo título no ano, algo que apenas Bertens, Ashleigh Barty, Karolina Pliskova, Petra Kvitova, Dayana Yastremska e Sofia Kenin também já fizeram.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis