Notícias | Dia a dia
Índia decide jogar no Paquistão após 55 anos
29/07/2019 às 20h55

Aisam Quresh é o único tenista do Paquistão que aparece nos rankings: 57º em duplas

Foto: Arquivo

Nova Deli (Índia) - Pela primeira vez em 55 anos, a equipe indiana da Copa Davis irá competir no Paquistão. Os dois países, potências nucleares, vivem em litígio por terras e já estiveram várias vezes em estado de guerra.

O time indiano de seis jogadores e um capitão, além de um dirigente, irá para Islamabad para a disputa do Grupo 1 do Zonal Asiático, em setembro. A presença do país estava em dúvida devido às tensões políticas, que pioraram após o ataque suicida a Kashmir, região administrada pela Índia.

"Não será uma disputa direta entre os dois países, mas uma competição regional e então nós temos que participar", afirmou o secretário da federação indiana, Hironmoy Chatterjee, afirmando que não foi necessário pedir autorização ao governo central.

Salim Saifullah, presidente da federação paquistanesa, diz ter recebido a inscrição da Índia e está providenciando o visto de entrada. "Faremos de tudo para tornar a presença deles agradável e segura", afirmou.

A última vez que o Paquistão sediou um duelo contra a Índia na Copa Davis foi em 1965 e jamais ganhou qualquer dos seis confrontos já realizados. Um deles aconteceu em Mumbai, na Índia, em 2006. O Paquistão foi impedido de organizar jogos da competição por 12 anos, após o atentado de 2009 contra um time de críquete da Sri Lanka.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis