Notícias | Dia a dia
Sampras: 'Por alguns anos Federer não teve rivais'
31/07/2019 às 13h53

Nova York (EUA) - Recordista de títulos de Grand Slam no masculino, com suas 20 conquistas, o suíço Roger Federer venceu 13 delas entre 2003 e 2008, algo que para o norte-americano Pete Sampras foi facilitado pela ausência de rivais à altura para o tenista da Basileia. O ex-número 1 do mundo acredita que por uns três anos Federer não tinha alguém do mesmo nível para desafiá-lo.

“Por alguns anos Roger não teve rivais que pudessem lhe fazer frente e por isso vencia tão fácil. Não quero desrespeitar Mark Philippoussis e Andy Roddick, mas eles não eram Rafael Nadal”, opinou o norte-americano, que por um bom tempo foi o recordista de Slam com suas 14 taças.

Sampras destacou também a figura do suíço como o nome de destaque de sua geração. “Acredito que toda geração tem um cara. (Bjorn) Borg foi o cara na geração de (Ivan) Lendl, eu provavelmente fui o cara na minha geração nos anos 90”, observou o norte-americano, que perdeu para Federer na única vez que se cruzaram.

O solitário encontro aconteceu nas oitavas de final de Wimbledon, em 2001, quando o suíço tinha apenas 19 anos e mesmo assim levou a melhor. “Eu achava que ia vencer aquela partida, estava muito confiante. Ele era bem novo naquela época e me pegou de guarda baixa. Roger sacou demais, se movimentou muito bem e devolveu meus saques com facilidade”, lembrou Sampras.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis