Notícias | Dia a dia
Barty leva a virada na estreia e tem o nº 1 em risco
06/08/2019 às 18h14

Barty tem a posição ameaçada pelas ex-líderes do ranking Osaka e Pliskova

Foto: Divulgação

Toronto (Canadá) - A liderança da Ashleigh Barty no ranking mundial está em risco. A campeã de Roland Garros não passou da rodada de estreia do WTA Premier de Toronto. Em uma estreia complicada contra a norte-americana de 20 anos Sofia Kenin, 29ª colocada, Barty acabou perdendo de virada, com parciais de 6/7 (5-7), 6/3 e 6/4 em 1h56 de partida.

Semifinalista no Canadá no ano passado, Barty precisava defender 350 pontos no ranking mundial. Com a derrota, a jovem australiana de 23 anos tem sua posição ameaçada por outras duas ex-líderes do ranking, a japonesa Naomi Osaka e a tcheca Karolina Pliskova. Barty tem sete semanas como número 1 do mundo, a partir do dia 24 de junho.

Osaka estreia nesta quarta-feira contra a alemã Tatjana Maria. Se vencer, a japonesa já ultrapassa Barty no ranking mundial. Já Pliskova, que encara a norte-americana Alison Riske, precisa no mínimo chegar à semifinal para deixar a australiana para trás. Se Osaka chegar às quartas em Toronto, Pliskova precisa ser finalista. Há ainda a chance de confronto direto pela liderança na final do torneio.

Por sua vez, Kenin comemora sua quarta vitória contra top 10 na carreira e a primeira contra top 5. A jovem norte-americana também foi responsável por eliminar Serena Williams em Roland Garros. Ela derrotou Barty pela primeira vez em quatro encontros. Sua próxima rival virá do jogo entre a bielorrussa Victoria Azarenka e a ucraniana Dayana Yastremska.

Barty sofreu uma quebra de serviço ainda no início do jogo, ao cometer quatro erros não-forçados no mesmo game. Mas depois disso, a australiana conseguiu se manter firme no saque até o fim do set. Kenin vinha administrando sua vantagem e chegou a liderar por 5/3, mas teve o serviço quebrado justamente quando sacava para o set. O tiebreak foi dominado pela australiana.

A perda do set inicial não abalou a confiança de Kenin, que venceu 16 dos primeiros 20 pontos jogados no segundo set para rapidamente abrir 4/0 no placar. Barty até chegou a devolver uma das quebras, mas voltaria a perder o saque na sequência. Se no primeiro set, a australiana teve 12 a 5 em winners, o segundo mostrou a norte-americana mais agressiva, com 10 bolas vencedoras contra quatro da rival.

O terceiro set também começou melhor para Kenin, que novamente conquistou uma quebra precoce. Barty desperdiçou três sets de empatar o placar de imediato e voltaria a perder o saque no game seguinte, permitindo que a norte-americana liderasse por 4/1. A australiana chegou a devolver uma das quebras e encostar no placar. Quando já perdia por 5/3, Barty salvou três match points, dois deles com aces, e confirmou o saque, mas Kenin não se intimidou no momento de sacar para uma das maiores vitórias da carreira.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis