Notícias | Dia a dia
Nadal bate recorde de Federer e vai encarar Fognini
08/08/2019 às 21h25

Nadal agora é o jogador com maior número de vitórias em Masters 1000

Foto: Divulgação

Montréal (Canadá) - A segunda vitória de Rafael Nadal no Masters 1000 de Montréal acabou sendo importante para que o espanhol colecionasse mais um recorde em sua carreira. Ao superar o canhoto argentino Guido Pella por 6/3 e 6/4, o espanhol passa a ser o jogador com maior número de vitórias em torneios Masters 1000.

Nadal agora acumula 379 vitórias em competições deste porte, uma a mais que o suíço Roger Federer. Lembrando que o espanhol também é recordista de título de Masters, com 34 troféus contra 33 do sérvio Novak Djokovic e 28 de Federer.

Quatro vezes campeão do Masters 1000 do Canadá, Nadal venceu a edição passada do evento, que foi disputada em Toronto. Até por isso, o atual número 2 do mundo tem mil pontos no ranking a defender nesta semana e corre o risco de perder a posição para Federer, que sequer disputa o torneio.

Depois de ampliar sua vantagem no histórico contra Guido Pella, agora com quatro vitórias e nenhum set perdido para o argentino de 29 anos e 24º do ranking, Nadal enfrenta o italiano Fabio Fognini, que venceu o francês Adrian Mannarino por 6/2 e 7/5. O espanhol tem 11 a 4 no histórico contra Fognini, mas perdeu recentemente para o italiano em Monte Carlo.

Diferente do que havia acontecido na partida anterior, quando teve dificuldade nos primeiros games do confronto com o britânico Daniel Evans, Nadal começou a partida sacando bem e forçando os golpes da linha de base. O espanhol conseguiu uma quebra logo de cara e para já liderar por 2/0. Ele ainda ampliaria a vantagem ao confirmar o serviço em um game longo.

Ventava bastante em quadra, o que exigia dos tenistas muita atenção e mais braço para aprofundar os golpes, mas Nadal conseguiu lidar bem com as condições adversas e fechou o primeiro set sem enfrentar break points. O espanhol liderou a contagem de winners da parcial por 12 a 4 e cometeu onze erros contra oito do argentino.

Vivendo a melhor fase da carreira, com um título de ATP em São Paulo e a chegada às quartas de final em Wimbledon, Pella conseguia equilibrar as ações com Nadal nos pontos longos do fundo de quadra. A solução encontrada pelo espanhol para não perder o controle da partida foi ser ainda mais agressivo e isso rendeu uma nova quebra precoce. Pella chegou a buscar o empate por 3/3, mas voltou a perder o saque logo depois em um game de serviço muito ruim. Não faltou luta ao argentino, que salvou três match points em seu saque, mas Nadal conseguiu definir a disputa no game seguinte.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis