Notícias | Dia a dia
Medvedev e Bautista alcançam melhor ranking
12/08/2019 às 08h05

Miami (EUA) - Vivendo grande temporada, o russo Daniil Medvedev e o espanhol Roberto Bautista brilharam também no Masters 1000 de Montréal, na semana passada, e aproveitaram as boas campanhas para subir no ranking e alcançar suas melhores marcas da carreira. 

Medvedev foi derrotado na final pelo espanhol Rafael Nadal e ficou com o vice; levou 600 pontos para casa e com eles subiu da nona para a oitava colocação, superando o compatriota Karen Khachanov, que foi seu adversário nas semifinais do torneio canadense. 

Quadrifinalista em Montréal, Bautista ficou a uma vitória de debutar no top 10 e acabou parando na 11ª colocação, duas a mais daquela que ocupava na semana passada. O espanhol terá nova chance de buscar um lugar entre os 10 melhores do mundo nesta semana no Masters 1000 de Cincinnati. 

A defesa do título de Nadal, que pela primeira vez conquistou um bicampeonato fora do saibro, o manteve na vice-liderança do ranking. Ele estava ameaçado pelo suíço Roger Federer e precisava alcançar pelo menos a final para não ser ultrapassado por seu maior rival. 

O sérvio Novak Djokovic continua absoluto na ponta e manteve os 4.380 pontos que leva de vantagem para Nadal. Outro que continuou na mesma colocação foi o austríaco Dominic Thiem, seguindo como número 4 do mundo. 

Logo abaixo, o japonês Kei Nishikori retornou ao top 5 contando com a queda do grego Stefanos Tsitsipas, que caiu do quinto para o sétimo lugar. Quem também aproveitou essa descida foi o alemão Alexander Zverev, que agora é o sexto mais bem colocado na ATP. 

Johnson sobe bem, Dimitrov amarga dura queda 

Três foram as ascensões de destaque dentro do top 100, com destaque para o norte-americano Steve Johnson, que teve a maior subida de todos nesta faixa de ranking. Ele ganhou 14 colocações e agora é o 79º do mundo. Logo depois, com 10 postos pra cima, aparecem os franceses Richard Gasquet (56º) e Adrian Mannarino (59º). 

Na contramão, o búlgaro Grigor Dimitrov foi aquele que mais perdeu terreno entre os 100 melhores do mundo, caindo 20 lugares e indo para o 74º posto. A segunda maior queda foi do norte-americano Frances Tiafoe, que saiu da 42ª para a 52ª colocação. Também vale ressaltar a saída do top 10 do sul-africano Kevin Anderson, que foi do 10º lugar para o 14º. 

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis