Notícias | Dia a dia
Djoko destaca frieza para superar início ruim
14/08/2019 às 10h41

Cincinnati (EUA) - A campanha do sérvio Novak Djokovic no Masters 1000 de Cincinnati não começou da melhor maneira, com um desempenho abaixo do normal mostrado pelo número 1 do mundo nos primeiros games da partida contra o norte-americano Sam Querrey. Contudo, depois ele deu a volta por cima e conseguiu conquistar a vitória em sets diretos e avançou para a próxima fase.

“Não tive um começo dos melhores, cometi três duplas faltas e não estava encontrando o ritmo no saque. Então você começa a pensar demais, pois não é bom estar um break abaixo contra um grande sacador. Consegui manter a tranquilidade e aproveitei um game ruim dele para devolver a quebra”, avaliou o atual campeão do torneio.

“Uma vez que me coloquei de volta na partida, passei a me sentir mais cômodo e ter mais chances nos seus games de saque. Quando fechei o primeiro set senti um alívio”, acrescentou o tenista de Belgrado, que após fechar a primeira parcial com apertados 7/5, anotou um tranquilo 6/1 para sacramentar sua vitória.

Djokovic contou que não entrou em quadra pensando que era o atual campeão e sim contente por poder voltar a uma competição. “Já havia passado um bom tempo deste a final de Wimbledon. Ao mesmo tempo, também tinha minhas dúvidas porque estava há quatro semanas sem disputar uma partida, por isso demorei para ajustar meu jogo”.

O líder do ranking também falou sobre a nova geração do tênis e disse ver um excesso de cobrança sobre os ombros dos jovens. “Às vezes sinto que há uma pressão exagerada sobre os jovens jogadores, que são cobrados para vencer os Grand Slam e entrar no top 10. Na verdade, somente 0,5% dos jogadores conseguem entrar no top 100 alguma vez na carreira”, pontuou Djokovic.

“Mas o que acontece com os outros 99,5%? Acredito que a sociedade precise abordar o esporte de uma forma mais suave, principalmente com os jovens. Ainda que você não tenha sucesso no mais alto nível do esporte pode ter sucesso na vida. Não é o fim do mundo”, complementou o sérvio.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis