Notícias | Dia a dia
Rublev derruba Federer e celebra sua maior vitória
15/08/2019 às 17h53

Rublev marcou apenas sua terceira vitória contra top 10 na carreira

Foto: Divulgação

Cincinnati (EUA) - Sete vezes campeão do Masters 1000 de Cincinnati, Roger Federer amargou uma rara eliminação precoce no torneio norte-americano. O número 3 do mundo foi surpreendido se despediu do torneio ainda nas oitavas de final. O algoz do suíço de 38 anos foi o jovem russo Andrey Rublev, jogador de 21 anos e 70º colocado no ranking, que marcou 6/3 e 6/4 em apenas 61 minutos de partida.

Esta é apenas a terceira vitória contra top 10 na carreira de Rublev e a segunda na temporada. O jovem russo já havia derrotado o austríaco Dominic Thiem, número 4 do mundo, no saibro de Hamburgo. Outro triunfo expressivo foi diante de Grigor Dimitrov, então nono colocado, no US Open de 2017.

Federer foi finalista em suas últimas três participações em Cincinnati, com títulos em 2014 e 2015 e vice no ano passado. O suíço não perdia antes da decisão desde 2013, quando foi superado por Rafael Nadal nas oitavas. Já a última derrota nas oitavas havia acontecido em 2008 para Ivo Karlovic. Federer tem algumas derrotas ainda mais precoces, como na segunda rodada de 2006 para Andy Murray.

Com a grande vitória desta quinta-feira, Rublev tem seu melhor resultado em Masters 1000 na carreira. Ele só havia vencido sete jogos em torneios deste porte antes da ótima campanha em Cincinnati, onde passou por duas rodadas do quali e ainda derrotou o top 20 Nikoloz Basilashvili e o ex-número 3 do mundo Stan Wawrinka pela chave principal.

Rublev agora terá um duelo russo contra Daniil Medvedev, jogador de 23 anos e número 8 do mundo, que foi finalista do Masters 1000 de Montréal na semana passada. Os dois jovens jogadores russos jamais se enfrentaram pela elite do circuito, mas Medvedev já venceu um jogo no challenger de Budapeste em 2016.

Confira como foi a surpreendente vitória russa

Federer começou o jogo com dificuldade para confirmar serviço, apesar de o piso estar veloz e de as condições da quadra ficarem ainda mais rápidas por conta do calor. O suíço sofreu uma inesperada quebra logo de início, reagiu logo em seguida, mas voltou a perder o saque pouco depois.

Assim como aconteceu na estreia, Federer sofria para conseguir devoluções com profundidade e por vezes exagerava na força, dando pontos de graça. Rublev encarou um difícil game de serviço, mas confirmou com subida equivocada do suíço à rede para liderar por 4/1. O jovem russo completou sua atuação firme no primeiro set e conseguiu se sair muito melhor no fundo de quadra. Ainda que Federer liderasse nos winners por 9 a 5, o suíço fez 8 erros contra 5 do rival.

Rublev mostrava uma leitura muito boa do saque do suíço e mantinha uma atuação incrivelmente segura. Constantemente, o russo vinha ameaçando o serviço de Federer, que só conseguiu confirmar com alguma tranquilidade no quinto game do segundo set. Mas pouco depois, o jovem jogador de 21 anos voltou a quebrar para fazer 4/3. Rublev seguiu sem enfrentar break points no segundo set e confirmou a vitória mais expressiva da carreira. Federer até chegou a liderar a estatística de winners por 20 a 17, mas cometeu 19 erros não-forçados contra apenas seis de Rublev.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis