Notícias | Dia a dia
Amigo de Kyrgios, Murray condena atitude em Cincy
16/08/2019 às 13h58

Cincinnati (EUA) - Um dos grandes amigos do australiano Nick Kyrgios no circuito, o britânico Andy Murray não passou a mão na cabeça do colega de profissão e o criticou pelo comportamento mostrado na derrota de virada frente ao russo Karen Khachanov, na última quarta-feira. O ex-número 1 do mundo lamentou o ocorrido e principalmente a situação pela qual passou o juiz de cadeira.

“Não foi legal e sinto muito que Fergus (Murphy) tenha passado por uma situação como essa”, declarou o britânico em entrevista para a BBC, destacando a humilhação pela qual passou o árbitro, principal vítima de Kyrgios durante a partida. O australiano acabou levando uma multa pesada de US$ 113 mil e ainda corre o risco de ser suspenso do circuito pela ATP.

Após o ocorrido, Murray conversou com Kyrgios sobre o que aconteceu em quadra naquela partida. “Tudo é uma questão dele consigo próprio e acho que a maior parte do tempo ele tem feito um bom trabalho, como semanas atrás em Washington, quando usou a torcida a seu favor”, contou o britânico, lembrando do título conquistado na capital norte-americana pelo australiano duas semanas atrás.

“Mas essa semana ele voltou a fazer o mesmo de antes. Espero que pare e pense, pois uma semana como a que teve em Washington é muito boa para o tênis, mas essa última não”, complementou Murray, que após anunciar que não irá jogar simples no US Open, aceitou um convite para a chave do ATP 250 de Winston-Salem, que acontece na próxima semana.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis