Notícias | Dia a dia
Djoko e Federer evitam comentar atitude de Kyrgios
16/08/2019 às 14h13

Cincinnati (EUA) - As duas principais estrelas do circuito que estavam no Masters 1000 de Cincinnati, o sérvio Novak Djokovic e o suíço Roger Federer, preferiram contemporizar e não entrar em polêmicas ao comentar o péssimo comportamento do australiano Nick Kyrgios na última quarta-feira, quando foi eliminado do torneio em uma virada do russo Karen Khachanov.

Derrotado nas oitavas de final pelo russo Andrey Rublev, o suíço evitou se aprofundar no assunto. “Eu vi sim (o ocorrido), mas não vou comentar a situação porque não estou de bom humor”, resumiu o atual número 3 do mundo.

A resposta de Djokovic sobre o assunto, principalmente sobre a multa de US$ 113 mil dada ao australiano, foi menos lacônica. “Não acho que deva falar sobre multas que aconteceram, esta é mais uma decisão combinada entre a ATP e a organização do torneio, tomando como base a gravidade do comportamento do jogador”, disse o sérvio, sem querer fazer juízo de valores.

“Portanto, é difícil julgar, dizer o que é certo ou errado, principalmente se deve receber uma multa maior ou menor. O que eu vi foi um jogo de alta qualidade entre os dois em que Khachanov foi mais duro no final”, complementou o número 1 do mundo, que nesta sexta-feira enfrenta o francês Lucas Pouille pelas quartas de final do torneio.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis