Notícias | Dia a dia
Kuznetsova embala e supera Pliskova nas quartas
16/08/2019 às 16h51

Kuznetsova já derrotou duas top 10 no caminho para a semifinal

Foto: Divulgação

Cincinnati (EUA) - Em uma semana de ótimos resultados no WTA Premier de Cincinnati, Svetlana Kuznetsova conseguiu mais uma vitória expressiva e garantiu vaga na semifinal da competição. A veterana russa de 34 anos superou a tcheca Karolina Pliskova, número 3 do mundo, com parciais de 3/6, 7/6 (7-2) e 6/3 em 2h18 de partida.

Ex-número 2 do mundo e dona de dois títulos de Grand Slam, Kuznetsova aparece atualmente apenas na 153ª colocação do ranking mundial. Este ano, a russa sofreu como lesões no punho e no joelho e também teve problemas com o visto para os Estados Unidos e Canadá, que a impediram de defender o título do WTA de Washington. Ela conseguiu resolver a questão às vésperas de atuar em Toronto na semana passada. Outro dado relevante é que a russa está dividindo o técnico espanhol Carlos Martínez com sua compatriota Daria Kasatkina.

Ao longo da ótima semana em Cincinnati, Kuznetsova já derrotou duas top 10. Ela vinha de vitória sobre Sloane Stephens nas oitavas. A veterana russa também já passou pela letã Anastasija Sevastova, 11ª do ranking, e pela ucraniana Dayana Yastremska, 32ª colocada. Em sua primeira semifinal do ano, ela desafiará a número 2 do ranking Ashleigh Barty.

Pliskova deixa escapar a chance de voltar ao número 1

A derrota nas quartas de final também acaba com as chances de Pliskova retornar à liderança do ranking mundial e ser a principal cabeça de chave do US Open. A tcheca permanecerá na terceira posição, atrás de Naomi Osaka e Ashleigh Barty, que podem até protagonizar um confronto direto pelo número 1 em uma possível final.

Pliskova foi impecável no primeiro set. Dominante no começo de partida, ela já abriu 3/0 vencendo doze pontos em quinze possíveis. Além disso, a tcheca não enfrentou break points durante a parcial, cedeu a apenas seis pontos em seus games de serviço e liderou com folga a contagem de winners por 16 a 5. Ela também terminou o set com dez erros não-forçados, três a mais que sua adversária.

Ainda que Kuznetsova conseguisse ameaçar o serviço da tcheca com maior frequência no segundo set, fazendo com que a ex-número 1 do mundo enfrentasse games de serviço mais longos, foi Pliskova quem conseguiu a primeira quebra do segundo set. A jogadora de 27 anos chegou a liderar o placar por 5/3, mas depois de escapar ilesa em quatro break points, teve o serviço quebrado justamente quando sacava para o jogo. Kuznetsova ganhou confiança, teve dois set points quando vencia por 6/5, mas só fechou a parcial no tiebreak.

As estatísticas do segundo set sugeriam maior equilíbrio, 20 a 15 para Pliskova, mas a tcheca cometeu 19 erros não-forçados contra apenas 10 da russa. Antes do início do terceiro set, foi aplicada a regra do calor e as jogadoras tiveram direito a um intervalo de dez minutos. Melhor para Kuznetsova, que aproveitou a parada para atendimento da fisioterapeuta. A russa conseguiu uma quebra logo no início do último set e lutou muito para sustentar a vantagem ao salvar três break points. Quando já vencia por 5/3, voltou a quebrar para definir o placar. Pliskova terminou a partida com 47 winners e 47 erros, enquanto Kuznetsova marcou 30 bolas vencedoras e cometeu 28 erros não-forçados.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis