Notícias | Dia a dia
Medvedev mantém boa fase com 3ª semi seguida
16/08/2019 às 21h20

Medvedev pode alcançar sua terceira final consecutiva no circuito

Foto: Arquivo

Cincinnati (EUA) - Vindo de duas finais seguidas no circuito, em Washington e em Montréal, Daniil Medvedev deu continuidade ao seu ótimo momento nos torneios preparatórios para o US Open. O russo garantiu seu lugar na semifinal do Masters 1000 de Cincinnati depois de superar o compatriota Andrey Rublev por 6/2 e 6/3 em apenas 1h01 de partida.

Dono de 42 vitórias na temporada, Medvedev está com o melhor ranking da carreira ao ocupar o oitavo lugar. O jovem russo de 23 anos tem quatro títulos de ATP, o último conquistado nas quadras duras e cobertas de Sófia, em fevereiro, e busca sua décima final na carreira e sexta no ano. Nas últimas três semanas, Medvedev disputou 14 jogos e venceu 12.

O adversário de Medvedev na semifinal marcada para às 19h (de Brasília) deste sábado virá do confronto entre Novak Djokovic e Lucas Pouille. O russo tem uma vitória e três derrotas contra o sérvio, líder do ranking mundial. O histórico também é negativo contra o francês, ex-top 10 e atual 31º colocado, com apenas uma vitória em cinco jogos.

Superado por Medvedev nesta sexta-feira, Rublev teve sua melhor campanha em Masters 1000. O jovem russo de 21 anos e atual 70º colocado no ranking protagonizou a maior surpresa do torneio ao derrotar o sete vezes campeão Roger Federer nas oitavas. Vindo do quali em Cincinnati, Rublev venceu cinco jogos seguidos e deverá voltar ao top 50. A melhor marca de sua carreira foi o 31º lugar.

Desde o início da partida, Medvedev foi superior, além de contar com uma apresentação muito aquém de seu compatriota. O oitavo colocado no ranking só precisou fazer cinco winners para vencer o primeiro set com três quebras de serviço. Rublev até anotou mais bolas vencedoras, oito no total, mas cometeu 16 erros.

O domínio de Medvedev continuou no segundo set. Mais agressivo e com melhor desempenho no saque, o russo de 23 anos disparou seis aces, terminando a partida com nove no total, e não enfrentou break points. Ele conseguiu apenas mais uma quebra, suficiente para vencer o jogo. Nas estatísticas, pequena vantagem para Rublev nos winners por 16 a 15, mas o jovem de 21 anos cometeu 26 erros não-forçados contra apenas 11 do rival.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis