Notícias | Dia a dia
Campeão de duplas em Cincy ficou 5 anos sem jogar
18/08/2019 às 15h27

O eslovaco Filip Polasek (à direita) atuou ao lado de Ivan Dodig no torneio

Foto: Divulgação

Cincinnati (EUA) - A final de duplas do Masters 1000 de Cincinnati coroou a grande história de superação de Filip Polasek. O eslovaco de 34 anos passou quase cinco temporadas sem jogar profissionalmente e conquistou neste domingo o maior troféu da carreira. Polasek e o croata Ivan Dodig venceram os colombianos Robert Farah e Juan Sebastian Cabal por 4/6, 6/4 e 10-6.

Polasek chegou a ocupar o 20º lugar do ranking de duplas em 2012, mas decidiu parar de jogar em novembro de 2013, por conta de uma lesão nas costas, e só voltou ao circuito em junho do ano passado. Nesse intervalo de tempo, chegou a trabalhar como treinador no circuito.

Este é o primeiro Masters 1000 na carreira de Polasek, que acumula 13 títulos profissionais na carreira. Este ano, o eslovaco já havia vencido o ATP 250 de Kitzbuhel ao lado do austríaco Philipp Oswald.

Por sua vez, Dodig acumula 14 títulos na carreira e três na temporada. Ele já havia vencido os torneios franceses de Lyon e Montpellier ao lado do francês Edouard Roger-Vasselin. O croata de 34 anos tem um título de Roland Garros e mais quatro Masters 1000 da época em que era parceiro do brasileiro Marcelo Melo.

Dodig e Polasek formam atualmente apenas a 26ª melhor dupla na temporada com 870 pontos, mas irão se aproximar do top 8 com os mil pontos conquistados. Individualmente, o croata é o atual 33º colocado e o eslovaco está no 38º lugar. Já Farah e Cabal são os atuais campeões de Wimbledon e dividem a liderança do ranking mundial.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis