Notícias | Dia a dia
Murray começa bem e luta muito, mas cai na estreia
20/08/2019 às 01h29

Murray sacou bem no primeiro set e reagiu no segundo contra Sandgren

Foto: Arquivo

Winston-Salem (EUA) - Depois de ter conseguido alguns bons resultados nas duplas nos últimos dois meses, Andy Murray segue em sua tentativa de voltar a vencer em simples. Vindo do Masters 1000 de Cincinnati, o britânico recebeu convite para o ATP 250 de Winston-Salem, mas perdeu na estreia para o norte-americano Tennys Sandgren por 7/6 (10-8) e 7/5 em 2h09 de partida.

Murray disputou apenas seu segundo torneio de simples desde que operou o quadril em janeiro. O britânico de 32 anos e ex-número 1 do mundo voltou às quadras em junho, disputando alguns torneios de duplas, e até foi campeão de um ATP 500 na grama londrina de Queen's ao lado do espanhol Feliciano López.

É certo que Murray não disputará a chave de simples do US Open, que começa na próxima semana. Atualmente apenas no 329º lugar do ranking, o britânico deverá ir a Nova York para treinar e, se possível, participar do torneio de duplas. Já Sandgren, 73º colocado, desafiará o canadense Denis Shapovalov, cabeça 2 em Winston-Salem e número 38 do mundo.

Por conta da chuva na tarde e noite de segunda-feira, o início da partida sofreu atraso de aproximadamente 3h. Incialmente previsto para às 19h locais (20h, de Brasília), o jogo só começou por volta das 23h pelo horário brasileiro. Ainda durante o aquecimento em quadra, houve mais uma breve interrupção por ter voltado a chover fraco.

O primeiro game do jogo durou 14 minutos e teve dez igualdades. Apesar disso, Sandgren só enfrentou um break point e conseguiu confirmar o saque . Murray fiz um bom primeiro set no saque, já que não enfrentou break points e cedeu apenas oito pontos em seis games de serviço. Com o tempo, o britânico até mostrava confiança tanto para subir à rede, quando para explorar as investidas do rival com lobs e passadas. Apesar dos bons golpes, o britânico esbarrava na falta de consistência e dava muitos pontos de graça com erros. 

Durante o equilibrado tiebreak do set inicial, Murray chegou a liderar por 3-1, mas logo perdeu a vantagem. Depois disso, Sandgren conseguiu se manter à frente no placar muito por conta de aces e ótimos saques abertos. Assim, o norte-americano conseguia se salvar em quase todos os pontos importantes. Murray chegou a salvar quatro set points e teve uma chance de fechar o set, mas não aproveitou e acabou perdendo a parcial nos detalhes.

Murray baixou a intensidade no começo do segundo set e seu índice de acerto de saque caiu de 61% para 43%. Mais vulnerável, o britânico acabou sofrendo duas quebras seguidas, possibilitando que Sandgren abrisse 3/0. O ex-líder do ranking devolveu uma das quebras em um game com duas duplas-faltas do rival.

Murray foi ganhando confiança e passou a pressionar constantemente o saque de seu adversário, entrando mais na quadra para encaixar devoluções agressivas com o backhand na paralela. O britânico devolveu a segunda quebra justamente quando o anfitrião sacava para o jogo, mas logo depois fez um game de serviço desastroso e deixou o rival de novo perto da vitória. Sandgren não deixou a segunda chance escapar e sacou muito bem no último game da partida.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis