Notícias | Dia a dia
Clezar busca virada e avança, Wild é eliminado
22/08/2019 às 09h59

L'Aquilla (Itália) - Apenas um dos dois brasileiros que entrou em quadra nesta quinta-feira no saibro do challenger de L'Aquilla conseguiu avançar para as quartas de final. Coube ao gaúcho Guilherme Clezar a solitária vitória nacional, que veio em uma suada virada para cima do argentino Facundo Mena, com parciais de 6/7 (3-7), 6/4 e 6/4, em 2h39 de batalha.

Depois de eliminar o cabeça de chave número 11, Clezar terá pela frente o vencedor da partida entre o eslovaco Andrej Martin, principal favorito ao título na competição, e o alemão Peter Torebko, que medem forças no fechamento da rodada.

O primeiro set da partida teve apenas dois break-points, ambos para Clezar, que não conseguiu aproveitar as oportunidades no oitavo game e acabou pagando caro. A definição foi para o tiebreak e o gaúcho levou a pior, venceu apenas dois pontos com o serviço e saiu atrás no marcador.

Clezar iniciou sua recuperação com uma quebra logo no terceiro game da segunda parcial, mas acabou perdendo o serviço na sequência. Contudo, ele não esmoreceu e anotou novo break no quinto e voltou a ter vantagem. Bastou então ao gaúcho administrar a dianteira até o final para empatar o jogo e levar a decisão para o terceiro set.

Na terceira parcial, os sacadores foram confirmando seus games até o nono game, quando Clezar conseguiu o primeiro break-point da disputa e não o deixou escapar. O gaúcho então foi ao serviço com 5/4 no placar e só precisou fazer valer a vantagem para selar a vitória e a vaga na próxima rodada.

Wild cai após vitória sobre Bellucci

O triunfo no duelo de gerações do tênis brasileiro, derrubando o paulista Thomaz Bellucci, não embalou o paranaense Thiago Wild em L'Aquilla e ele acabou eliminado em seguida. Seu algoz foi o argentino Facundo Cerundolo, 14º favorito na competição, que venceu em sets diretos, com o placar final de 6/4 e 6/3, em 1h19 de embate.

Cerundolo terá pela frente, nas quartas de final, o vencedor da partida envolvendo o compatriota Andrea Collarini e o português Frederico Silva, oitavo mais bem cotado ao título no saibro italiano.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis