Notícias | Dia a dia | US Open
Federer não garante presença nos Jogos de Tóquio
24/08/2019 às 09h16

Federer tem pendência sobre ausência na Copa Davis desde 2015 e pode ficar fora de Tóquio

Foto: Arquivo

Nova York (EUA) - Apesar do contrato milionário assinado com a marca japonesa Uniqlo, o suíço Roger Federer surpreendeu nesta sexta-feira e afirmou que sua presença nos Jogos Olímpicos de Tóquio, dentro de 12 meses, não está garantida.

A questão mais relevante é o regulamento da Federação Internacional, que exige presença dos tenistas na Copa Davis e na Fed Cup como requisito de inscrição para as Olimpíadas. Federer não joga a Davis desde 2015 e a Suíça não se classificou para a fase final de novembro. Assim, ele teria de competir no qualificatório em fevereiro de 2020, porém não parece disposto ao sacrifício.

Federer participou de uma entrevista promovida pela Uniqlo e foi questionado se pretendia visitar o Japão. "Claro que eu gostaria de jogar mais frequentemente por lá", afirmou ele, que no entanto não se inscreveu para o ATP 500 da capital japonesa, em outubro.

"Japão é um daqueles lugares onde realmente tenho prazer de visitar, e graças a Uniqulo tenho muitos amigos por lá. Espero que consiga ir neste ou no próximo ano, quem sabe nas Olimpíadas, ainda que não saiba se terei chance de jogar o torneio olímpico".

Federer disputou todos os Jogos desde 2000 e chegou à final de 2012, perdendo em simples para Andy Murray, e foi campeão de duplas ao lado de Stan Wawrinka em 2008. Ele não pôde competir no Rio de Janeiro devido à cirurgia no joelho.

Comentários